Desenvolvimento do controle cervical em crianças com paralisia cerebral

  • Micheli Martinello UDESC
  • Brunno Rocha Levone Udesc
  • Elaine Piucco Udesc
  • Lilian Gerdi Kittel Ries Udesc
Palavras-chave: Paralisia Cerebral, Desenvolvimento Infantil, Modalidades de Fisioterapia

Resumo

RESUMO

O controle cervical é uma das primeiras aquisições motoras voluntária da criança. A disfunção motora na Paralisia cerebral pode ocasionar atraso no desenvolvimento do controle cervical e fixação de padrões posturais patológicos. O objetivo deste estudo foi de identificar os recursos disponíveis na literatura para aquisição do controle cervical e relacioná-los com o caso de uma criança que apresenta severo atraso do desenvolvimento motor. Foram avaliados os reflexos primitivos, as reações de retificação e equilíbrio, o grau de espasticidade, a função motora ampla e as habilidades funcionais. Observou-se presença de reflexos primitivos e espasticidade em todos os membros, deficiência ou ausência das reações de retificação e equilíbrio e limitação funcional muito severa. A obtenção de um desenvolvimento neuropsicomotor mais normal possível é o objetivo principal no tratamento de uma criança com paralisia cerebral. Observou-se escassez de estudos relacionados ao controle cervical, apesar de ser um precursor necessário para outras aquisições motoras e posturais.

Publicado
2011-02-08
Como Citar
Martinello, M., Levone, B. R., Piucco, E., & Ries, L. G. K. (2011). Desenvolvimento do controle cervical em crianças com paralisia cerebral. HU Revista, 36(3). Recuperado de https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/976
Seção
Relato de Caso

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##