Conhecimento e comportamento das mulheres de Governador Valadares com relação ao câncer do colo do útero e seu exame preventivo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34019/1982-8047.2023.v49.40304

Palavras-chave:

Neoplasias Uterinas, Colo do Útero, Teste de Papanicolaou

Resumo

Introdução: O câncer do colo uterino é um sério problema de saúde pública, mas pode ser prevenido por vacinação, rastreamento e tratamento das lesões precursoras. Objetivo: Verificar o conhecimento e o comportamento das mulheres de Governador Valadares, no que diz respeito ao câncer do colo do útero e às ações relacionadas com a sua prevenção. Material e Métodos: Foi realizado um estudo descritivo, transversal de setembro de 2019 a fevereiro de 2020, quando 202 mulheres maiores de 18 anos, foram convidadas, de forma aleatória, em locais públicos, a responder um questionário estruturado. Resultados: A idade média das mulheres que participaram do estudo foi de 31,2 anos, sendo a maioria delas solteiras e com ensino médio completo. Algumas delas (7,9%) não souberam responder o que é o câncer do colo uterino, que ele pode ser evitado (10,9%) e nem de sua relação com a infecção pelo papilomavírus humano (38,1%). Além disso, 6,4% delas nunca ouviram falar do exame preventivo e 25,7% nunca o realizaram, sendo descuido (17,3%), vergonha (12,9%) e falta de tempo (7,9%) os principais motivos. A maioria (48,4%) das mulheres que já realizaram o exame o fizeram a menos de um ano e 49,5% disseram sentir-se mais confortáveis quando o profissional coletor é mulher. Para 49% um sistema de auto-coleta aumentaria a possibilidade de realizar o exame regularmente. Aproximadamente um quarto das participantes desconhecem a existência de uma vacina contra o Papilomavírus Humano e mais da metade delas não sabem que ela protege apenas contra os quatro tipos mais frequentes. Conclusão: Um número significativo de mulheres apresentou conhecimento insatisfatório sobre o câncer do colo uterino e sua prevenção, o que impacta na adesão às práticas de rastreamento e justifica o investimento em ações de educação em saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dyennyfer Ferreira de Souza

  1.  

Referências

Instituto Nacional do Câncer (BR). Estimativa 2023: incidência de câncer no Brasil. Rio de Janeiro: INCA; 2022.

Okuhara T, Hiroko O, Goto E, Tsunezumi A, Kagawa Y, Kiuchi T. Encouragement of cervical cancer screening via an evolutionary theoretical approach: a randomized controlled study in Japan. Prev Med Report. 2022; 10(27). doi: 10.1016/j.pmedr.2022.101818.

Mesquita AD, Teles KKN, Silva SCB, Silva FR, Lima LKC, Costa RSL et al. Conhecimento, atitudes e práticas de mulheres frente ao exame preventivo da câncer do colo do útero. J Health NPEPS. 2020; 5(1):261-75.

Azevedo AG, Cavalcante IB, Cavalcante JB, Rolim LADMM. Fatores que influenciam a não realização do exame de papanicolaou e o impacto de ações educativas. Rev Bras An Clin. 2016; 48(3):253-7.

Organização Pan-Americana de Saúde. Controle integral do câncer do colo do útero: guia de práticas essenciais [Internet]. Washington, DC: OPAS; 2016 [citado em 2020 out. 7]. Disponível em: http://iris.paho.org/xmlui/bitstream/handle/123456789/31403/9789275718797-por.pdf?sequence=1&isAllowed=y&ua=1.

Mutambara J, Mutandwa P, Mahapa M, Chirasha V, Nkiwane S, Shangahaidonhi T. Knowledge, attitudes and practices of cervical cancer screening among women who attend traditional churches in Zimbabwe. J Cancer Res Pract. 2017; 4:53-8.

Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva (BR). Detecção precoce do câncer. Rio de Janeiro: INCA; 2021.

Murta EFC, Souza MAH, Adad SJ, Júnior EA. Infecção pelo papilomavírus humano em adolescentes: relação com o método anticoncepcional, gravidez, fumo e achados citológicos. Rev Bras Ginecol Obstet. 2001; 23(4):217-21.

Tantengco OAG, Nakura Y, Yoshimura M, Nishiumi F, Llamas-Clark EF, Yanagihara I. Co-infection of Human Papillomavirus and other sexually transmitted bacteria in cervical cancer patients in the Philippines. Gyn Onc Reports. 2022; 40. doi: 10.1016/j.gore.2022.100943.

Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva. Manual de gestão da qualidade para laboratório de citopatologia, Coordenação de Prevenção e Vigilância, Divisão de Detecção Precoce e Apoio a Organização de Rede. 2. ed. rev., ampl. Rio de Janeiro: INCA; 2016.

Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva (BR). Coordenação de Prevenção e Vigilância. Divisão de Detecção Precoce e Apoio à Organização de Rede. Diretrizes brasileiras para o rastreamento do câncer do colo do útero. 2. ed. rev. atual. Rio de Janeiro: INCA; 2016.

Azevedo e Silva G, Alcantara LLM, Tomazelli JG, Ribeiro CM, Girianelli VR, Santos EC et al. Avaliação das ações de controle do câncer do colo do útero no Brasil e regiões a partir dos dados registrados no Sistema Único de Saúde. Reports Pub Health. 2022; 38(7). doi: 10.1590/0102-311XPT041722.

Andrade MS, Almeida MMG, Araújo TM, Santos KOB. Fatores associados à não adesão ao Papanicolau entre mulheres atendidas pela Estratégia Saúde da Família em Feira de Santana, Bahia, 2010. Epidemiol Serv Saúde. 2014; 23(1):111-20.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Acesso em 28/09/2023. Disponível: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mg/governador-valadares/panorama.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Acesso em 28/09/2023. Disponível: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mg/governador-valadares/pesquisa/37/30255?ano=2010

Goulart ES, Andrade MC. O exame colpocitológico sob a ótica da mulher. Res Soc Develop. 2022; 11(10). doi: 10.33448/rsd-v11i10.32300.

Santos AD, Santos PMA, Santos MB, Santos AMD. Conhecimento de mulheres sobre o câncer do colo uterino em um município do Nordeste do Brasil. Rev Iberoam Educ Investi Enferm. 2015; 5(3):64-76.

Alam Z, Dean JA, Janda M. What do South Asia immigrant woman know about HPV, cervical cancer and its early detection: a cross-sectional Australian study. J Migrat Health. 2022; 5. doi: 10.1016/j.jmh.2022.100102.

Dozie UW, Elebari BL, Nwaokoro CJ, Iwuoha GN, Emerole CO, Akawi AJ et al. Knowledge, attitude and perception on cervical cancer screening among women attending ante-natal clinic in Owerri West L.G.A., South-Eastern Nigeria: a cross-sectional study. Cancer Treat Res Communic. 2021; 28. doi: 10.1016/j.ctarc.2021.100392.

Gomes LCS, Rodrigues TS, Goiano PDOL, Lopes JSP. Conhecimento de mulheres sobre prevenção do câncer do colo do útero: uma revisão integrativa. Rev Uningá Review. 2017; 30(2):40-51.

Siseho KN, Omoruyi BE, Okeleye BI, Okudoh VI, Amukugo HJ, Aboua YG. Women’s perception of cervical cancer pap smear screening. Nurs Open. 2022; 9:1715-22.

Chou HH, Huang HJ, Cheng HH, Chang CJ, Yang LY, Huang CC et al. Self-sampling HPV test in women not undergoing Pap smear for more than 5 years and factors associated with under-screening in Taiwan. J Formosan Med Assoc. 2016; 115:1089-96.

Dias EG, Nunes EFR, Pereira LL, Campos LM, Caldeira MB. Percepção de mulheres sobre o exame preventivo do câncer de colo do útero na atenção básica. Rev Esp Cien Saúde. 2022; 10(1):123-32.

Santos JN, Gomes RS. Sentidos e percepções das mulheres acerca das práticas preventivas do câncer do colo do útero: revisão integrativa da literatura. Rev Bras Cancer. 2022; 68(2). doi: 10.32635/2176-9745.RBC2022v68n2.1632.

Nascimento JKSD, Lima RCR, Souza CS. Fatores que influenciam à baixa adesão do exame Papanicolaou nas Unidades Básicas de Saúde no município de Redenção-PA. Res Soc Develop. 2022; 11(8). doi: 10.33448/rsd-v11i8.30642.

World Health Organization. National cancer control programmes: policies and managerial guidelines [Internet]. 2. ed. Geneva: WHO. 2002. [Citado em 2022 nov. 3 nov 2022]. Disponível em: https://apps.who.int/iris/handle/10665/42494.

Lorenzi NPC. Autocoleta cervicovaginal no rastreamento do câncer de colo do útero: aceitabilidade, detecção de papilomavírus humano de alto risco oncogênico e pesquisa de biomarcadores. [Tese]. São Paulo: Universidade de São Paulo; 2019.

Possati-Resende JC, Vazquez FL, Pantano NP, Fregnani JHTG, Mauad EC, Longatto-Filho A. Implementation of a cervical cancer screening strategy using HPV self-sampling for women living in rural areas. Acta Cytol. 2019. doi: 10.1159/000493333.

Sousa CAD, Sena AB. Identificação da autocoleta cervical como ferramenta de rastreio do câncer de colo de útero. Res Soc Develop. 2022; 11(8). doi: 10.448/rsd-v11i8.31214.

Downloads

Publicado

2023-10-31

Como Citar

1.
Ferreira Milholo S, Ferreira de Souza D, Rodrigues Moreira M. Conhecimento e comportamento das mulheres de Governador Valadares com relação ao câncer do colo do útero e seu exame preventivo. HU Rev [Internet]. 31º de outubro de 2023 [citado 13º de abril de 2024];49:1-8. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/40304

Edição

Seção

Artigos Originais