Alterações esqueléticas crânio-faciais em portadores de anemia falciforme na cidade de Juiz de Fora

Autores

  • Paulo Henrique Gomes de Souza Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Roberto Sotto-Maior Fortes de Oliveira Universidade Federal de Juiz de Fora
  • José Maurício da Rocha Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Marco Abdo Gravina Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Robert Willer Farinazzo Vitral Universidade Federal de Juiz de Fora

Palavras-chave:

Ortodontia, Anemia Falciforme, Cefalometria

Resumo

Este trabalho avaliou as características esqueléticas crânio-faciais de 30 indivíduos negros portadores de anemia falciforme, com idade variando entre 20 e 46 anos, cadastrados na Fundação Centro de Hematologia e Hemoterapia de Minas Gerais – Fundação Hemominas na cidade de Juiz de Fora/ MG. Após a obtenção das radiografias cefalométricas em norma lateral de perfil de todos os pacientes, foram realizados os traçados cefalométricos, utilizando alguns ângulos da análise cefalométrica de Steiner e Downs, os quais foram comparados com os valores encontrados por Fortes em sua pesquisa. As variáveis avaliadas neste trabalho foram os ângulos SNA, SNB, ANB, SND, GoGn.SN, ângulo facial, ângulo de convexidade e ângulo do eixo Y que após aferidos, foram divididos em tabelas e comparados aos valores padrão preconizados por estes autores e submetidos ao tratamento estatístico, utilizando o teste t-student. O nível de significância adotado foi de a=0,05. Para avaliação da confiabilidade foram utilizados os testes t-student para amostras pareadas e de correlação de Pearson. Neste estudo, as variáveis que apresentaram diferença estatisticamente significante entre a média dos valores medidos e o valor padrão de cada variável (P<0,05) foram SNA, SNB, SND, GoGn.SN e o ângulo de convexidade. Pode-se concluir que, estes pacientes apresentaram alterações ósseas crânio-faciais como protrusão da maxila, retrusão da mandíbula, aumento do plano mandibular e perfil facial convexo, com características do padrão esquelético de classe II, sugerindo que a anemia falciforme tem participação nas alterações esqueléticas crânio-faciais observadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Henrique Gomes de Souza, Universidade Federal de Juiz de Fora

Especialista em Ortodontia - UFJF

Roberto Sotto-Maior Fortes de Oliveira, Universidade Federal de Juiz de Fora

Mestre em Ortodontia-UMESP, Doutorando em Saúde Brasileira-UFJF, Bolsista FAPEMIG. Professor do Curso de Especialização em Ortodontia - UFJF

José Maurício da Rocha, Universidade Federal de Juiz de Fora

Especialista em Ortodontia-UFRJ. Professor Adjunto-UFJF. Professor do Curso de Especialização em Ortodontia - UFJF

Marco Abdo Gravina, Universidade Federal de Juiz de Fora

Mestre e Doutor em Ortodontia-UERJ. Professor do Curso de Especialização em Ortodontia - UFJF

Robert Willer Farinazzo Vitral, Universidade Federal de Juiz de Fora

Mestre e Doutor em Ortodontia-UFRJ, Professor Associado-UFJF, Coordenador do Curso de Especialização em Ortodontia da UFJF. Professor do Curso de Especialização em Ortodontia - UFJF

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2008-04-26

Como Citar

1.
Gomes de Souza PH, Sotto-Maior Fortes de Oliveira R, da Rocha JM, Abdo Gravina M, Willer Farinazzo Vitral R. Alterações esqueléticas crânio-faciais em portadores de anemia falciforme na cidade de Juiz de Fora. hu rev [Internet]. 26º de abril de 2008 [citado 9º de agosto de 2022];34(2). Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/36

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.