O olhar da mulher sobre os cuidados de enfermagem ao vivenciar o câncer de mama

Autores

  • Andyara do Carmo Pinto Coelho Paiva Universidade Federal de Viçosa.
  • Anna Maria de Oliveira Salimena Universidade Federal de Juiz de Fora

Palavras-chave:

Neoplasias da mama, Cuidados de Enfermagem, Percepção, Relações Enfermeiro-Paciente

Resumo

Objetivou-se conhecer a percepção dos cuidados de enfermagem na perspectiva da mulher com câncer de mama. Realizou-se um levantamento em artigos científicos indexados no banco de dados da Biblioteca Virtual em Saúde, Lilacs e Scielo, com publicação entre os anos de 2002 a 2013, utilizando-se as palavras- chave: neoplasias da mama, cuidados de enfermagem, percepção e enfrentamento. Das 30 publicações encontradas, 22 foram analisadas, emergindo três categorias: contextualizando o câncer de mama, assistência de enfermagem à mulher e visibilidade do cuidado de enfermagem na perspectiva da mulher. Os resultados apontam para o reconhecimento das mulheres de um cuidado mais humanizado, valorizando os profissionais que pautam sua assistência em busca de aliviar o sofrimento e não apenas desempenhar atividades rotineiras com técnicas e procedimentos. Gostariam de ser cuidadas com carinho, amor, dedicação, atenção e paciência por aqueles que são referenciados como fundamental para a continuidade do tratamento. Consideramos que pensar apenas na tecnologia dura é muito deficiente, pois a mulher necessita de algo que vai além da técnica e dos procedimentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andyara do Carmo Pinto Coelho Paiva, Universidade Federal de Viçosa.

Docente da Graduação em Enfermagem do Departamento de Medicina e Enfermagem da Universidade Federal de Viçosa. Doutoranda em enfermagem na Escola de Enfermagem Anna Nery, Universidade Federal do Rio de Janeiro. A área na docência e na pesquisa: Enfermagem Cirurgica, Centro de Material e Esterilização, Pacientes críticos em Unidade de Terapia Intensiva, Súde da Mulher, Oncologia, Cuidados de enfermagem e Saúde do Adulto desenvolvendo estudos de natureza qualitativa de pesquisa com ênfase na fenomenologia

Anna Maria de Oliveira Salimena, Universidade Federal de Juiz de Fora

Professor Associado da Faculdade de Enfermagem, Universidade Federal de Juiz de Fora, no Curso da Graduação e da Pós Graduação. Coordenadora do Programa de Pós-graduação Mestrado em Enfermagem da Faculdade de Enfermagem da UFJF e Coordenadora Operacional do DINTER UFJF/UNICAMP. A área de interesse na docência e na pesquisa:aúde do Adulto, Centro Cirúrgico, Enfermagem Cirúrgica, Saúde do Adulto desenvolvendo estudos de natureza qualitativa de pesquisa com ênfase na fenomenologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Enfermagem Cirúrgica, Enfermagem em Saúde da Mulher, Câncer Ginecológico, Hemodiálise, Sentimentos, Morte e terminalidade. 

Referências

ALVES, P.C. et al. Conhecimento e expectativas de mulheres no pré-operatório da mastectomia. Revistada Escola de Enfermagem (USP), Ribeirão Preto, v.44, n.4, p. 989-995, dez. 2010.

AMBRÓSIO, D.C.M.; SANTOS, M.A. Vivências de Familiares de Mulheres com Câncer de Mama: Uma Compreensão Fenomenológica. Psicologia: Teoria e Pesquisa, Brasília, v. 27, n. 4, p. 475-484, dez. 2011.

ARAÚJO, I.M.A.; FERNANDES, A.F.C. O significado do diagnóstico do câncer de mama para a mulher. Escola Anna Nery Revista de Enfermagem, Rio de Janeiro, v. 12, n. 4, p. 664-671, out./dez. 2008.

ARAÚJO, V. S. et al. Conhecimento das mulheres sobre o autoexame de mamas na atenção básica. Revista de Enfermagem Referência, Coimbra, v. 3, n. 2, p. 27-34, 2010.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria n. 2439/GM de 8 de dezembro de 2005. Política Nacional de Atenção Oncológica. Brasília (DF): Ministério da Saúde, 2005.

BRASIL. Ministério da Saúde. Instituto Nacional do Câncer. Ações de Enfermagem para o controle do câncer: uma proposta de integração ensino-serviço. Rio de Janeiro (RJ): INCA, 2008.

BRASIL. Ministério da Saúde. Instituto Nacional do Câncer. Coordenação Geral de Ações Estratégicas. Coordenação de Prevenção e Vigilância. Estimativa 2014: incidência de câncer no Brasil. Rio de Janeiro (RJ): INCA, 2014.

CAMARGO, T.C.; SOUZA, I.E.O. Acompanhando mulheres que enfrentam a quimioterapia para o câncer de mama: uma compreensão das singularidades. Escola Anna Nery Revista de Enfermagem, Rio de Janeiro, v. 6, n. 2, p. 261-272, ago. 2002.

CARVALHO, M.V.B.; MERIGHI, M.A.B. O significado do cuidar no processo de morrer na voz das mulheres. Revista Bioética, Brasília, v.16, n. 2, p. 259 –272, 2008.

COSTA, W.B. et al. Mulheres com câncer de mama: interações e percepções sobre o cuidado do enfermeiro. Revista Mineira de Enfermagem, Belo Horizonte, v.16, n.1, p. 31-37, 2012.

FABBRO, M.R.C.; MONTRONE, A.V.G.; SANTOS, S. Percepções, conhecimentos e vivências de mulheres com câncer de mama. Revista Enfermagem UERJ, Rio de Janeiro, v.16, n.4, p.532-537, out./dez. 2008.

FERREIRA, C.B.; ALMEIDA, A.M.; RASERA, E.F.Sentidos do diagnóstico por câncer de mama feminino para casais que o vivenciaram. Interface-Comunicação, Saúde e Educação, Botucatu, v.12, n.27, p. 863-871, 2008.

KUSCHNIR, R. et al. Configuração da rede regionalizada e hierarquizada de atenção à saúde no âmbito do SUS. Rio de Janeiro (RJ): EAD/Ensp, 2009. p.121-151. Em caso de mais de 3 autores, o primeiro é citado, seguido de et al.;

OLIVEIRA, M.F.V.; CARRARO, T.E. Cuidado em Heidegger: uma possibilidade ontológica para a enfermagem. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v.64, n.2, p. 376-380, mar./abr. 2011.

LAFAURIE, M.M. et al. Mujeres em tratamiento de cáncer, acogidas por un albergue de apoyo: circunstancias y perspectivas de cuidado de enfermería. Revista Colombiana de Enfermería, Bogotá, v.4, n.4, out./dez. 2009.

MENDES, A.B.P.; LINDOLPHO, M.C.; LEITE, A.P. La asistencia de la enfermeira em lavisión de mujeresmastectomizadas. Enfermería Global, Murcia, v.11, n.2, p.427-437, abr. 2012.

MOURA, F.M.J.S.P. et al. Os sentimentos das mulheres pós-mastectomizadas. Escola Anna Nery Revista de Enfermagem, Rio de Janeiro, v. 14, n.3, p. 477-484, jul./set. 2010.

PEREIRA, C.M. et al. O adoecer e sobreviver ao câncer de mama: a vivência da mulher mastectomizada. Revista de Pesquisa Cuidado é Fundamental Online, Rio de Janeiro, v. 5, n.2, p.3837-3846, abr./jun. 2013.

RODRIGUES, M.V.C.; FERREIRA, E.D.; MENEZES, T.M.O. Comunicação da enfermeira com pacientes portadores de câncer fora de possibilidade de cura. Revista Enfermagem UERJ, Rio de Janeiro, v.18, n.1, p.86-91, jan./mar. 2010.

SAÇO, L.F. et al. Características e avaliação da qualidade de vida em um grupo de pacientes submetidos a tratamento quimioterápico.HU Revista, Juiz de Fora, v. 37, n. 1, p. 95-102, jan./mar. 2011.

SALIMENA, A.M.O. et al. Mulher enfrentando cirurgia ginecológica: implicações para a assistência de enfermagem. Revista Enfermagem Brasil, São Paulo, v. 9, n. 2, p. 97-106, 2010a.

SALIMENA, A.M.O. et al. Como mulheres submetidas à quimioterapia antineoplásica percebem a assistência de enfermagem. Revista Brasileira de Cancerologia, Rio de Janeiro, v. 56, n.3, p. 331-340, 2010b.

SALIMENA, A.M.O. et al. Mulheres enfrentando o câncer de mama. Revista Mineira de Enfermagem, Belo Horizonte, v.16, n.3, p. 339-347, jul./set. 2012.

SALIMENA, A.M.O. et al. O vivido dos enfermeiros no cuidado ao paciente oncológico. Cogitare Enfermagem, Curitiba, v.18, n.1, p.142-147, jan./mar. 2013.

SILVA, G.; SANTOS, M.A. “Será que não vai acabar nunca?”: perscrutando o universo do pós-tratamento do câncer de mama. Texto & Contexto Enfermagem, Santa Catarina, v.17, n.3, p.561-568, jul./set. 2008.

SIQUEIRA, K.M.; BARBOSA, M.A.; BOEMER, M.R. O vivenciar a situação de ser com câncer: alguns desvelamentos. Revista Latino‐Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto, v.15, n.4, p. 605-611, jul./ago. 2007.

PARRA, M.V. et al. Visita domiciliar a mulheres com câncer de mama: uma estratégia a ser resgatada. Revista Ciência, Cuidado, Saúde, São Paulo, v. 9, n. 2, p. 301-308, abr./jun. 2010.

VALENTE, S.H.; TEIXEIRA, M.B. Estudo fenomenológico sobre a visita domiciliária do enfermeiro à família no processo de terminalidade. Revista da Escola de Enfermagem (USP), Ribeirão Preto, v. 43, n. 3, p. 655-661, set. 2009.

Downloads

Publicado

2016-08-22

Como Citar

1.
Pinto Coelho Paiva A do C, de Oliveira Salimena AM. O olhar da mulher sobre os cuidados de enfermagem ao vivenciar o câncer de mama. HU Rev [Internet]. 22º de agosto de 2016 [citado 19º de junho de 2024];42(1). Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/2275

Edição

Seção

Artigos de Revisão da Literatura