QUALIDADE DE VIDA PÓS-TRANSPLANTE AUTÓLOGO DE CÉLULAS-TRONCO HEMATOPOIÉTICAS

  • Kelli Borges dos Santos
  • Valesca Nunes dos Reis
  • Herica Silva Dutra
  • Glaucia Brum Gomes

Resumo

Este trabalho está estruturado como pesquisa de cunho exploratório, descritivo, com abordagem qualitativa, visando avaliar o impacto da realização do transplante autólogo de células-tronco hematopoéticas (TCTH) na qualidade de vida de pacientes diagnosticados com mieloma múltiplo. O estudo foi realizado no Hospital Universitário da UFJF (HU-UFJF), no Hospital Dia da Unidade do TCTH. Foram selecionados para participar dessa pesquisa 12 pacientes com diagnóstico prévio de mieloma múltiplo e que estiveram em acompanhamento ambulatorial pós-TCTH autólogo no HU-UFJF, no período de janeiro a junho de 2012. Com a finalidade de alcançar os objetivos da pesquisa, foram elaboradas perguntas estruturadas baseadas no questionário de qualidade de vida em transplante de medula óssea FACT-BMT e no questionário sobre qualidade de vida SF-36, além de uma pergunta aberta para esclarecer a influência do TCTH autólogo na vida dos entrevistados. As respostas foram transcritas pela pesquisadora, enquadrando as seguintes categorias: vivenciando tempos enfermos; mudanças após o transplante e a esperança de um novo tempo. No discurso dos pacientes entrevistados foi observado que o transplante teve impacto positivo na vida dos participantes, com melhora de 100% no grau de dependência que alguns pacientes apresentavam antes do tratamento. Foi observada recidiva da doença em 25% dos entrevistados. O presente estudo possibilitou uma maior compreensão do mieloma múltiplo enquanto doença onco-hematológica, seus sinais e sintomas, tratamentos disponíveis e a influência do TCTH autólogo na vida dos portadores da doença.

Publicado
2016-08-17
Como Citar
Santos, K. B. dos, Reis, V. N. dos, Dutra, H. S., & Gomes, G. B. (2016). QUALIDADE DE VIDA PÓS-TRANSPLANTE AUTÓLOGO DE CÉLULAS-TRONCO HEMATOPOIÉTICAS. Revista De Enfermagem Da UFJF, 1(1). Recuperado de https://periodicos.ufjf.br/index.php/enfermagem/article/view/3794
Seção
Artigos Originais