Sintomatologia depressiva em trabalhadores de uma universidade pública: um estudo de coorte dos fatores associados

  • Marluce Rodrigues Godinho Editora Associada da Revista de Enfermagem da UFJF Faculdade de Enfermagem - Universidade Federal de Juiz de Fora
  • ALdo FIOCRUZ
  • Camila Fernandes
  • Camila Moura
  • Bruna Monteiro
  • Thaís Oliveira
  • Nathália Oliveira

Resumo

Objetivo: esta pesquisa tem o objetivo de analisar a sintomatologia depressiva entre os Técnico-administrativos em Educação de uma universidade pública de Minas Gerais e os fatores associados. Metodologia: estudo de coorte realizado com 328 servidores, no qual a avaliação dos sinais e sintomas de depressão foi realizada com o Patient Health Questionnaire. Realizou-se análise descritiva, bivariada e multivariada. Resultados: os resultados demonstraram associação entre o tipo de horário, o estresse e o apoio social no trabalho com a sintomatologia depressiva. Conclusão: conclui-se, portanto, que é necessária uma articulação das atividades de promoção da saúde. O foco deve ser no controle dos fatores de risco e no apoio psicológico ao trabalhador para prevenir a ocorrência da depressão enquanto doença que pode prejudicar a qualidade de vida dos indivíduos e aumentar os gastos da saúde pública com os afastamentos precoces do trabalho.

Biografia do Autor

Marluce Rodrigues Godinho, Editora Associada da Revista de Enfermagem da UFJF Faculdade de Enfermagem - Universidade Federal de Juiz de Fora
Profa. Dra. do Departamento de Enfermagem Básica da UFJF. Atua na área de saúde pública (saúde do trabalhador).
Publicado
2019-12-13
Como Citar
Godinho, M. R., Pacheco, A., Fernandes, C., Moura, C., Monteiro, B., Oliveira, T., & Oliveira, N. (2019). Sintomatologia depressiva em trabalhadores de uma universidade pública: um estudo de coorte dos fatores associados. Revista De Enfermagem Da UFJF, 5(1), 1-19. https://doi.org/10.34019/2446-5739.2019.v5.27862
Seção
Artigos Originais