REDES DE SUPORTE SOCIAL AO ADOLESCENTE COM DIABETES MELLITUS TIPO 1

  • Marinês Finco

Resumo

Objetivo: Descrever as redes de suporte social que adolescentes com Diabetes Mellitus Tipo 1 (DM1) utilizam.
Método: Pesquisa qualitativa realizada com dez adolescentes e familiares atendidos pelo Sistema Único de Saúde
em Blumenau, de 6 de agosto a 16 de setembro de 2015. Dados coletados com entrevista aberta, observação e
ecomapa. Resultados: A análise dos dados resultou em quatro categorias: relações familiares, amizades, escolares
e comunitárias. A família predomina como referência para os adolescentes. O apoio oferecido pela escola limitase
à alimentação. Nas relações comunitárias, a religião significa esperança de cura ou sensação de abandono.
Conclusão: As redes de suporte social empoderam ou dificultam no enfrentamento da doença. Profissionais de
saúde devem fortalecer as redes de suporte social para promover o autocuidado.
Publicado
2018-12-20
Como Citar
Finco, M. (2018). REDES DE SUPORTE SOCIAL AO ADOLESCENTE COM DIABETES MELLITUS TIPO 1. Revista De Enfermagem Da UFJF, 3(2). https://doi.org/10.34019/2446-5739.2017.v3.14000
Seção
Artigos Originais