Copa do Mundo de Clubes da FIFA (2010-2017): reprodução da colonialidade sob a perspectiva do Sistema-Mundo Moderno

  • Juliano Oliveira Pizarro UFSC
  • Carmen Silvia de Moraes Rial UFSC
  • Luiz Carlos Rigo UFPEL
Palavras-chave: Futebol, Economia Política Internacional, Colonialidade, Sistema-Mundo Moderno

Resumo

A partir da teoria da Economia Política dos Sistemas Mundo, com um breve diálogo com as teorias pós-coloniais e decoloniais, a pesquisa visa identificar como ocorre a concentração do capital no futebol, analisando as dinâmicas do sistema-mundo e a transformação do jogador em mercadoria, principalmente o fluxo de transferência de jogadores dos países periféricos aos países do centro global, seguindo a lógica colonial. Assim, o estudo pretende contribuir para o entendimento da globalização no futebol, abordando aspectos contemporâneos para entender a espacialização do fenômeno ao redor do mundo, baseado na teoria do sistema-mundo moderno, observando o fluxo de atletas nas Copas do Mundo de Clubes de futebol masculino entre os anos de 2010-2017.

Biografia do Autor

Carmen Silvia de Moraes Rial, UFSC

Orientadora

Luiz Carlos Rigo, UFPEL

Coorientador

Referências

ARIENTI, Wagner Leal; Filomeno, Felipe Amin. (2007). Economia política do moderno sistema mundial: as contribuições de Wallerstein, Braudel e Arrighi. Ensaios FEE. Porto Alegre, v. 28, n. 1, p. 99-126.
ARRIGHI, Giovanni. (2008). Adam Smith em Pequim: origens e fundamentos do século XXI. Boitempo Editorial, São Paulo.
ARRIGHI, Giovanni. (1996). O Longo Século XX: dinheiro, poder e as origens de nosso tempo. UNESP, Rio de Janeiro.
ARRIGHI, Giovanni. Silver, Beverly J. (2001). Caos e governabilidade no moderno sistema mundial. Rio de Janeiro: Contraponto; Editora UFRJ.
CASTRO-GÓMEZ, Santiago. (2005). La Poscolonialidad explicada a los niños. Bogotá: Universidad del Cauca y Instituto Pensar.
FANON, Frantz. (1968). Os condenados da Terra. Trad. José Lourênio de Melo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.
FIFA. (2020). Official Documents. Zurique. Disponível em: Acesso em: 07 jan. 2020.
GONZÁLEZ CASANOVA, Pablo. (2007). Colonialismo interno (uma redefinição). En publicación: A teoria marxista hoje - Problemas e perspectivas. Boron, Atilio A.; Amadeo, Javier; Gonzalez, Sabrina.
MIGNOLO, Walter. (2005). La idea de América Latina: la herida colonial y la opción decolonial. Barcelona, Gedisa Editorial.
QUIJANO, Aníbal. (2005). Colonialidade do poder, eurocentrismo e América Latina. In: Lander, Edgardo (org). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais, perspectivas latino-americanas. Buenos Aires: Clacso.
RESTREPO, Eduardo; Rojas, Axel. (2010). Inflexión decolonial. Popayán, Colombia, Universidad del Cauca, Instituto Pensar, Universidad Javeriana, 234 pp.
SANTOS, Anderson David Gomes dos. (2014). Os três pontos de entrada da economia política no futebol. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, Porto Alegre, v. 36, n. 2. p. 561-575.
WALLERSTEIN, Immanuel. (1974). The modern world-system. Capitalist agriculture and the origins of the European world-economy in the 16th. century. New York, Academic Press, v. 1.
WALLERSTEIN, Immanuel. (2001). Capitalismo histórico e civilização capitalista. Rio de Janeiro: Editora Contraponto, tradução de Renato Aguiar, revisão da tradução de César Benjamin. 144 p.
WALLERSTEIN, Immanuel. (2005). Análisis de sistemas-mundo: una introducción. México: Siglo XXI Editores.
Publicado
2020-06-02
Como Citar
Oliveira Pizarro, J., Silvia de Moraes Rial, C., & Rigo, L. C. (2020). Copa do Mundo de Clubes da FIFA (2010-2017): reprodução da colonialidade sob a perspectiva do Sistema-Mundo Moderno. CSOnline - REVISTA ELETRÔNICA DE CIÊNCIAS SOCIAIS, (31). https://doi.org/10.34019/1981-2140.2020.30224
Seção
Dossiês