CHAMADA DE TRABALHOS DOSSIÊ "ETNOGRAFIA EM TEMPOS DE PANDEMIA" ATÉ 15 DE OUTUBRO DE 2022

2022-05-15

Está aberta a Chamada de trabalhos para o dossiê Etnografia em Tempos de pandemia: perspectivas, desafios e realizações (2/2022).
Prazo para Submissões: 15 de outubro de 2022.

Proponentes: 
Adrielle Luchi Coutinho Bove 
Doutoranda em Ciências Sociais pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade Federal de Juiz de Fora
Gabriel Salgado Ribeiro de Sá 
Doutorando em Ciências Sociais pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade Federal de Juiz de Fora
Rafael Siqueira Machado 
Doutorando em Ciências Sociais pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade Federal de Juiz de Fora

Resumo: 
O presente dossiê busca reunir trabalhos que versem sobre a relação conturbada entre a atual pandemia de COVID-19 e o contexto da pesquisa etnográfica, em grande parte das vezes realizada de forma presencial nos mais diversos contextos de convivência. Em vista das atuais e necessárias medidas de isolamento social para contenção viral, identificamos que a etnografia tem enfrentado diversos desafios para a sua realização, que forçam pesquisadores adeptos desta alternativa teórico-metodológica a se adaptarem através de mudanças de focos, temas e recortes, gerando impactos variados. Assim, a proposta deste dossiê contempla trabalhos que reflitam sobre caminhos, problemáticas, impasses e alternativas ao muro restritivo potencialmente problemático à realização de pesquisas de campo de caráter imersivo.   

REFERÊNCIAS INDICADAS PARA A CHAMADA
DAS, Veena. Critical Events: an anthropological perspective on contemporary India. Oxford: Oxford University Press, 1995.
FIORI, Ana Letícia de. Sem Chegar Perto e de Dentro de Casa: notas sobre antropologias, etnografias e seus fazeres em tempos de isolamento social. Áltera, João Pessoa, v. 1, n. 10, p. 390-398, jan./jun. 2020.
HERRING, D. Ann e SWEDLUND, Alan. Plagues and Epidemics: Infected Spaces Past and Present (New York: Berg, 2010).
KECK, Fredéric et al. Introduction: the Anthropology of Epidemics. IN: The Anthropology of Epidemics. Ann H. Kelly, Frédéric Keck and Christos Lynteris (eds). Routledge. 2019. 
LYNTERIS, Christos ‘Epidemics as events and as crises: Comparing two plague outbreaks in Manchuria (1910–11 and 1920–21)’, The Cambridge Journal of Anthropology 32 (1) (Spring 2014), 62–7.
MARCUS, G.E. Multi-sited ethnography: Five or six things I know about it now. In: Multi-Sited Ethnography: Problems and Possibilities in the Translocation of Research Methods. 16-32. 2012.
MILLER, Daniel. Notas Sobre a Pandemia: como conduzir uma etnografia durante o isolamento social. Tradução: BALSA, Camila; BAZZO, Juliane. Disponível em: https://blogdolabemus.com/wp-content/uploads/2020/05/Miller_Como-conduzir-uma-etnografia-durante-o-isolamento-social-convertido.pdf Acesso em 12 out. 2021. 
OLIVEIRA, T. L.; MATOS, L. O.; GHIROTTO SANTOS, M.; LAURINO, B. van S. M., OLIVEIRA, A. F.; & REGITANO, A. Para que serve a antropologia (em tempos de Covid-19)?. Cadernos De Campo (São Paulo - 1991). 29(supl). 1-15. 2020.
SINGER, Merryl.  The anthropology of Infectious Disease. 320 p. Walnut Creek, CA, USA: Left Coast Press, 2014.
A CSOnline publica artigos frutos de pesquisas desenvolvidas no âmbito da pós-graduação, portanto, o autor principal deverá ter a titulação mínima de mestre(a) ou mestrando(a).
Para maiores informações sobre as regras de submissão e formatação dos trabalhos consulte a aba "submissões" do nosso site.
ATENÇÃO para as regras de submissão: https://periodicos.ufjf.br/index.php/csonline/about/submissions
Enviem suas contribuições!