Abordando as alterações psiquiátricas do paciente em tempos de pandemia

Autores

  • Mariane Barbosa Finotti Instituto Metropolitano de Ensino Superior (IMES)
  • Gustavo Lopes de Oliveira Instituto Metropolitano de Ensino Superior (IMES) https://orcid.org/0000-0001-8257-6588
  • Virgílio Camargo Leite Instituto Metropolitano de Ensino Superior (IMES)
  • Frederico Noboro Figueiredo Nakagawa Instituto Metropolitano de Ensino Superior (IMES)

Palavras-chave:

Distúrbios psiquiátricos, Saúde Mental, Pandemias, COVID-19

Resumo

Em dezembro de 2019, na cidade de Wuhan, na China, surgiu uma variação do Sars-Cov1, o Sars-CoV2 causador da Covid-19. Devido sua alta transmissibilidade, os órgãos de saúde afirmaram que o isolamento social seria a melhor opção para evitar a propagação do vírus. Porém, após vários meses em isolamento, notou-se outro problema: a elevação significativa dos casos de ansiedade na população. Objetivou-se analisar os impactos da quarentena na saúde mental, investigar sua atuação na incidência de novos casos e, a partir disso, compreender como tratar, de maneira efetiva, pacientes com o transtorno de ansiedade. Realizou-se uma revisão bibliográfica de artigos publicados nos anos de 2018 a 2020, a fim de traçar um comparativo entre os achados. Devido à alta transmissibilidade do vírus, aliado à incerteza de como conter o avanço da doença e a duração da pandemia, é possível afirmar que a saúde mental da população está em xeque, haja vista que a mudança na rotina, as novas experiências, as relações familiares e o trabalho afetam diretamente o psicológico do paciente - fato que pode acarretar, dentre algumas outras patologias, a ansiedade. A partir disso, valoriza-se ainda mais uma abordagem médica apropriada a fim de construir uma melhor história clínica, visando sempre o tratamento mais adequado ao paciente. Em conclusão, a abordagem de pacientes ansiosos em tempos de pandemia é um conteúdo de alta relevância no contexto atual, pois, além da ansiedade, outros problemas, como o aumento do alcoolismo e da violência doméstica, também foram percebidos. Entretanto, ainda não existe uma quantidade relevante de pesquisas à disposição para estudo. Portanto, com o isolamento, muitas inseguranças foram trazidas à tona, e apenas com o passar dos anos entenderemos a real consequência da pandemia na saúde mental do povo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariane Barbosa Finotti, Instituto Metropolitano de Ensino Superior (IMES)

Médica Psiquiatra (Adulto e Infantil) no Ambulatório de Saúde Mental Mestre Valentim da Prefeitura Municipal do Serro e Médica Clínica (Plantonista) na Casa de Caridade Santa Tereza em Serro MG.

Gustavo Lopes de Oliveira, Instituto Metropolitano de Ensino Superior (IMES)

Acadêmico de Medicina.

Virgílio Camargo Leite, Instituto Metropolitano de Ensino Superior (IMES)

Acadêmico de Medicina.

Frederico Noboro Figueiredo Nakagawa, Instituto Metropolitano de Ensino Superior (IMES)

Acadêmico de Medicina.

Downloads

Publicado

2021-06-01

Edição

Seção

Resumos