Qualidade de vida em idosos comunitários atendidos pela Atenção Básica: uma revisão integrativa da literatura

Autores

Palavras-chave:

Idoso, envelhecimento, Qualidade de Vida, Atenção Básica

Resumo

Este estudo objetivou analisar o que diz a literatura científica acerca da Qualidade de Vida e seus fatores associados em idosos residentes em comunidades atendidas pela Atenção Básica, por meio de uma revisão integrativa da literatura. A busca pelos artigos ocorreu em janeiro de 2020, nas bases BVS, PUBMED e SciELO. Foram selecionados dez estudos, que apontaram a qualidade de vida dos idosos como regular, a dimensão das relações sociais como a melhor avaliada e a do ambiente como a pior. Os estudos observaram que exercícios físicos, entretenimento, interações sociais, suporte emocional e acesso às equipes da Atenção Básica desencadearam melhoras significativas na Qualidade de Vida de idosos. O convívio com multimorbidades e ser mais longevo afetam negativamente a Qualidade de Vida. Quanto mais vulnerável nos aspectos social, econômico e ambiental, menor a percepção sobre a Qualidade de Vida e pior é a saúde do idoso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruno Klecius Andrade Teles, Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB)

Graduado em Psicologia e mestre em Ciências  pela pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF). Doutorando em Saúde Coletiva na Universidade Federal do Espirito Santo (UFES). Docente na Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB). CV: http://lattes.cnpq.br/0277272052880859

Maria Helena Monteiro de Barros Miotto, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)

Graduada em Odontologia pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), mestra em Odontologia Social pela Universidade Camilo Castelo Branco (UNICASTELO) e doutora em Odontologia pela Universidade de Pernambuco (UPE). Professora da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). CV: ttp://lattes.cnpq.br/4289442514763843

Downloads

Publicado

2023-01-18

Edição

Seção

Artigos de Revisão