Atendimento à população masculina na Atenção Primária de Maracanaú-CE: estudo documental

  • Monalisa Chaves Magalhães
  • Elza Maria da Conceição Souza
  • Sara Taciana Firmino Bezerra
  • Riksberg Leite Cabral
  • Karla Corrêa Lima Miranda
  • Manuela de Mendonça Figueirêdo Coelho UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ
Palavras-chave: Enfermagem. Enfermagem em saúde pública. Saúde do homem

Resumo

Com o objetivo de analisar os atendimentos de enfermagem destinados aos homens na Estratégia Saúde da Família (ESF), confrontando-os com as diretrizes propostas na Política Nacional de Atenção Integral a Saúde do Homem. Estudo descritivo exploratório, do tipo análise documental, de caráter retrospectivo, realizado em uma Unidade Básica de Saúde da Família em Maracanaú-CE. Os dados foram colhidos das fichas de produção ambulatorial diária dos enfermeiros referente ao período de janeiro a dezembro de 2011, que observou-se que não existe nenhum dia específico para o atendimento à população masculina, bem como a predominância de procura pelo atendimento prevalece na perspectiva curativa. Os atendimentos de enfermagem aos homens ainda distancia-se do preconizado pelo Política Nacional de Atenção Integral a Saúde do Homem (PNAISH). Repensar questões que permeiam a saúde do homem pode ser propulsor de mudanças necessárias ao desencadeamento de outras ações junto aos homens, estimulando nestes o pertencimento ao espaço de promoção, proteção e recuperação de saúde, efetivando, assim, o proposto pelo PNAISH.

Biografia do Autor

Monalisa Chaves Magalhães
Acadêmica do 8º semestre do Curso de Enfermagem da Faculdade Metropolitana da Grande Fortaleza
Elza Maria da Conceição Souza
Acadêmica do 8º semestre do Curso de Enfermagem da Faculdade Metropolitana da Grande Fortaleza
Sara Taciana Firmino Bezerra
Enfermeira. Discente do Programa de Pós Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Ceará, Docente do curso de graduação em Enfermagem da Faculdade Metropolitana da Grande Fortaleza e da Universidade Estadual do Ceará
Riksberg Leite Cabral
Enfermeiro. Discente do Mestrado Profissional em Saúde da Família da Rede Nordeste de Formação em Saúde da Família – Universidade Estadual do Ceará (UECE) - Nucleadora. Docente da Faculdade Metropolitana da Grande Fortaleza
Karla Corrêa Lima Miranda
Enfermeira. Doutora em Enfermagem, Docente da UECE, nos Cursos de Graduação e no Programa de Pós Graduação em Cuidados Clínicos em Enfermagem e Saúde.
Manuela de Mendonça Figueirêdo Coelho, UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ
Enfermeira. Mestre em Cuidados Clínicos em Enfermagem e Saúde. Docente do curso de graduação em Enfermagem da Faculdade Metropolitana da Grande Fortaleza, Fortaleza – CE
Publicado
2020-01-24
Seção
Relato de Experiência