CONHECIMENTO ACERCA DA POLÍTICA NACIONAL DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DO HOMEM NA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA

  • Francisca Patrícia Barreto de Carvalho Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
  • Samara Karla Nogueira Silva FACENE
  • Lucídio Clebeson de Oliveira Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
  • Amélia Carolina Lopes Fernandes Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
  • Lorrainy da Cruz Solano Prefeitura Municipal de Mosoró
  • Érica Larissa Ferreira Barreto Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
Palavras-chave: Saúde da Família, Saúde do Homem, Políticas Públicas de Saúde, Enfermagem

Resumo

Pesquisa de estímulo à discussão da assistência primária à saúde em questões de gênero, à luz da Política Nacional de Atenção Integral a Saúde do Homem – PNAISH. Esta política prioriza a assistência de forma a integralizar os serviços, garantindo por lei o acesso universal e igualitário ao usuário do sexo masculino. Objetivou-se analisar o entendimento dos profissionais de saúde sobre o conteúdo e a aplicabilidade da PNAISH na Estratégia de Saúde da Família (ESF), bem como compreender, a partir dos profissionais de saúde, como se dá o processo de inserção da população masculina nos serviços e quais estratégias são utilizadas para implementar esta política. Trata-se de uma pesquisa de cunho analítico com abordagem qualitativa, colocando em prática os procedimentos metodológicos da pesquisa social, desenvolvido em uma Unidade de Saúde da Família do município de Mossoró, tendo como amostra duas equipes da ESF. A procura tímida dos serviços de saúde por parte da população masculina ainda se justifica por questões culturais e sociais, além dos fatores trabalhistas, caminho que pode ser trilhado à medida em que se consolidam as ações de prevenção e promoção à saúde para esta clientela. Há ainda um longo caminho a se percorrer a fim de que os profissionais de saúde se libertem do ranço machista e atendam a esta clientela de forma mais adequada no sentido de ofertar uma escuta e um acolhimento dignos aos usuários do gênero masculino.

Biografia do Autor

Francisca Patrícia Barreto de Carvalho, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
Mestre em Enfermagem. Docente do Departamento de Enfermagem da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte.
Samara Karla Nogueira Silva, FACENE
Enfermeira. Graduada pela Faculdades de Enfermagem e Medicina Nova Esperança
Lucídio Clebeson de Oliveira, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
Mestrando em Enfermagem. Docente do Departamento de Enfermagem da Faculdade de Enfermagem da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN.
Amélia Carolina Lopes Fernandes, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Saúde e Sociedade – UERN. Docente do Departamento de Enfermagem da Faculdade de Enfermagem da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN
Lorrainy da Cruz Solano, Prefeitura Municipal de Mosoró
Mestre em enfermagem pela UFRN. Enfermeira da Prefeitura Municpal de Mossoró/RN
Érica Larissa Ferreira Barreto, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte
Discente do curso de Enfermagem da Faculdade de Enfermagem da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte- UERN.
Publicado
2014-07-14
Seção
Artigos Originais