“Design de base popular (DBP)”

termos utilizados para designar práticas desenvolvidas por ‘não-designers’; uma discussão teórica

Autores

  • Yrisvanya Joana Birino Macedo
  • Raimundo Lopes Diniz

Palavras-chave:

Design, Design de base popular, Não-designers, Práticas

Resumo

O presente artigo tem como objetivo gerar a geração de conteúdo teórico quanto ao uso de determinados termos relacionados Design de Base Popular (DBP) o qual designa práticas desenvolvidas por ‘não-designers’, envolvendo o processo criativo tácito e/ou emp írico, na elaboração de artefatos (físicos), ou seja práticas que não consideram o conhecimento técnico acadêmico em design. Tais práticas apresentam como ponto de partida a resolução ou a amenização de problemas cotidianos, do mesmo modo que, em muitas si tuações, o profissional design inicia as suas práticas técnico acadêmicas. E como o design enquanto pesquisa, pode-se aproveitar essa informação em conhecimento teórico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2024-01-26

Como Citar

Macedo, Y. J. B., & Diniz, R. L. (2024). “Design de base popular (DBP)”: termos utilizados para designar práticas desenvolvidas por ‘não-designers’; uma discussão teórica. Tríades Em Revista: Transversalidades, Design E Linguagens, 11(1), 3–17. Recuperado de https://periodicos.ufjf.br/index.php/triades/article/view/42649

Edição

Seção

Artigos