Corpo, Subjetividade e Cura no Paradigma Ritual Tântrico

Autores

  • Danillo Costa Lima PUC-SP

DOI:

https://doi.org/10.34019/2237-6151.2021.v18.35283

Palavras-chave:

Cura, Tantra, Espíritos, Yoga, mantra

Resumo

Este ensaio aborda as práticas de cura espiritual na Índia clássica que ainda prevalecem em todo o subcontinente. Baseando-se primariamente no texto Netratantra, com seu escopo de exorcismo religioso, cura mântrica e práticas yoguicas e contemplativas, este ensaio explora a possibilidade de relacionar as práticas concretas com o que foi inscrito nos textos a partir da cultura. Esta pesquisa demonstra a relação fluida existente entre as tradições textuais e orais, em contraste com a ideia de ‘alta’ e ‘baixa’ culturas concebidas pelos indólogos. Os textos tântricos são exemplares nesse respeito, pois tentam fornecer uma estrutura interpretativa para as referências culturais que estão codificando.

 

Em um sentido mais amplo, este ensaio explora a compreensão do corpo que é pressuposta nas prescrições detalhadas da cura com mantras. Embora o que esteja doente seja a carne, as práticas de cura detalhadas aqui são direcionadas ao corpo construído mentalmente, e os rituais incluem visualização, canto e outras formas de práticas. O corpo neste sistema de crenças desafia as fronteiras opostas de ‘fora’ e ‘dentro’, e ‘sujeito’ e ‘objeto’. O processo de cura depende da interação e interpenetração do corpo mental com o corpo construído e a carne por meio de mantras e outros agentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Sthaneshwar Timalsina, Ph. D. San Diego State University

Downloads

Publicado

2022-01-30

Como Citar

COSTA LIMA, D. Corpo, Subjetividade e Cura no Paradigma Ritual Tântrico. Sacrilegens , [S. l.], v. 18, n. 2, p. p. 33–62, 2022. DOI: 10.34019/2237-6151.2021.v18.35283. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/sacrilegens/article/view/35283. Acesso em: 26 maio. 2022.

Edição

Seção

Dossiê Tradições e Religiões Asiáticas