Eles Sabem o Que Fazem

As Ongs Cristãs Brasileiras e seu papel de preservação da Natureza

  • José Fábio Bentes Valente Faculdade Unida de Vitória
  • Fanuel Santos da Sousa
Palavras-chave: Ongs Cristãs Brasileiras. Preservação. Natureza. Ações Práticas.

Resumo

Este artigo tem por objeto de estudo analisar como as organizações não governamentais (Ongs) cristãs brasileiras denominadas de Instituto Genesis 1:28, A Rocha Brasil e o ACEV Social, possuem ações de preservação da natureza. Sabe-se que a humanidade cada vez mais tem explorado maciçamente os recursos do meio ambiente por conta do seu desenvolvimento tecnológico e cientifico, e nesse aspecto cabe ações mais práticas e menos teóricas no modus vivendi de cada pessoa em relação ao preservar a natureza. Este artigo sua metodologia e bibliográfica, cujo resultado da pesquisa demonstra que as ongs cristãs doravante pesquisadas através de ações práticas intra e extra religiosa, criam modelos preservacionistas em seus escopos regimentais, cujos modus operandi são um exemplo a ser seguido não só no locus da esfera das religiões como por toda a sociedade.

Referências

AGENDA 21. Responsabilidade Socio Ambiental. Disponível em: . Acessado em: 15 de out 2017.
BOFF, Leonardo. Ecologia: Grito da terra, grito dos pobres. Rio de Janeiro: Sextante, 2004.
BOFF, Leonardo. Ethos Mundial: Consenso mínimo entre os humanos. Rio de Janeiro: Record, 2009.
BRASIL, A Rocha. Conservação e esperança. Disponível em: . Acesso em: 17 out 2020.
BRASIL, Acev. História. Disponível em: . Acesso em: 18 out 2020.
CAPRA, Fritjof. A teia da vida. São Paulo. Cultrix 2003.
CASTELLS, Manuel. A Sociedade em Rede. São Paulo: Paz e Terra, 2015.
CÉSAR, J. L. Teologia e Ecologia: Queda de braço ou mãos dadas. Disponível em: . Acesso em: 15 de out 2020.
DIAS, Genebaldo Freire. Ecopercepção: Um resumo didático dos desafios socioambientais. São Paulo: Gaia, 2003.
FOCAULT, Michel. A Ordem do Discurso. 19. ed. São Paulo: Loyola, 2009.
FRANCISCO, Do Santo Padre. Carta Encíclica Laudato Si: Louvado Sejas, sobre o cuidado da casa comum. São Paulo: Paulus, 2015.
GENESIS, Instituto. Missão, visão, história. Disponível em: . Acesso em: 17 out 2020.
LIMEIRA, Amélia Ferreira Martins. ANDRADE, Maristela Oliveira de. Eco (teologia): discurso teológico ambiental x prática comunitária evangélica. 2013.Disponível em: . Acesso em: 18 out 2020.
LOPES, Augusto Nicodemos. Ecologia: Uma perspectiva cristã reformada. Disponível em: . Acesso em: 19 out de 2020.
MORIN, Edgard. Os Sete saberes necessários à educação do futuro. 6. ed. São Paulo: 2002, p. 20.
NICOLA, Ubaldo. Antologia Ilustrada da Filosofia: Das origens a idade moderna. São Paulo: Globo, 2005.
REIMER, Ivoni Richeter. Criação e Bíblia. In: Beozzo, José O. Curso de verão ano XX. Ecologia: Cuidar da vida e da integridade da criação. São Paulo: Paulus, 2006.
SCHAEFFER, Francis. Poluição e a Morte do Homem: Uma perspectiva cristã da ecologia. Rio de Janeiro: Juerp, 1976.
SEYMOUR, Papert. A Crítica Do Tecnocentrismo No Pensamento Sobre A Escola Do Futuro. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1990.
VASCONCELLOS. M. J. Pensamento Sistêmico: O novo paradigma da ciência. Campinas: Papirus, 2002.
Publicado
2020-12-31
Como Citar
BENTES VALENTE, J. F.; SANTOS DA SOUSA, F. Eles Sabem o Que Fazem: As Ongs Cristãs Brasileiras e seu papel de preservação da Natureza. Sacrilegens , v. 17, n. 2, p. 115-132, 31 dez. 2020.