A vivência da fé sob o estigma na percepção de praticantes de religiões afro-brasileiras em Montes Claros

  • Jaqueline Souza Simões Faculdade de Saúde e Humanidades
  • Jaciany Soares Serafim
  • Gabrielle Freitas Mourão
Palavras-chave: Preconceito. Discriminação. Estigma. Religião.

Resumo

O Brasil é conhecido pela pluralidade cultural e possui diversidade religiosa, mas apresenta intolerância no âmbito religioso inaugurada pelos portugueses na época da colonização. Essa intolerância é geradora de preconceito e discriminação direcionadas aos adeptos das religiões de matrizes africanas, o Candomblé e a Umbanda. Este estudo analisou a percepção sobre o estigma de religiões de matrizes africanas por seguidores do Candomblé e da Umbanda em terreiros da cidade de Montes Claros. Durante o processo histórico da colonização do Brasil, varias culturas e crenças foram trazidas, perpetuando até os dias atuais. Notou-se que é necessário conscientizar a população através de estudos e políticas públicas eficazes para redução de conflitos relacionados ao pertencimento às religiões de matrizes africanas.

Referências

AMORIM, C.R. Religiões afro-brasileiras e identidades: interlocução entre antropologia e psicologia social. Synthesis, v.7, n.2, Rio de Janeiro, 2014, pp.159-168.


BALDIN, N.; MUNHOZ, E. M. B. SNOWBALL (BOLA DE NEVE): UMA TÉCNICA METODOLÓGICA PARA PESQUISA EM EDUCAÇÃO AMBIENTAL COMUNITÁRIA. Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, p.329-341, nov. 2011.


BARDIN, Laurence. Análise do conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2009.


BATISTA, B. M.; GUIMARÃES, F. A. de S.; PLACERES, G. Aspectos da intolerância religiosa no Brasil: dominância política, social e institucional cristã frente a Umbanda e o Candomblé. Revista Labirinto, v.26, 2017, pp. 122-14.


BONIFÁCIO, W. V.G. A invisibilidade das religiões afrobrasileiras nas paisagens urbanas. Produção Acadêmica, v. 3, n. 01, 2017, pp. 134 -147.


CARDOSO, T. M. Religiosidade e discriminação a partir da análise dos Terreiros de Umbanda e Candomblé no Município de Rio das Ostras (RJ). Repositório Institucional da Universidade Federal Fluminense – Trabalho de Conclusão de Curso, Rio das Ostras – RJ, 2017.


CAVALCANTI, C. A. O QUE É DIVERSIDADE RELIGIOSA, AFINAL? E VOCÊ, O QUE TEM COM ISSO? Caminhos, Goiânia, v. 12, n. 2, p.332-344, jun-dez. 2014.


EVARISTO, M. L. I. O útero pulsante no candomblé: a construção da “afroreligiosidade” brasileira. Sacrilegens, v. 9, n. 1, Juíz de Fora – Mg, 2012, pp.35-55.


FONSECA, A. B.; ADAD, C. J. Relatório sobre intolerância e violência religiosa no Brasil (2011-2015): resultados preliminares, Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial, da Juventude e dos Direitos Humanos, Brasília, 2016.


GOFFMAN, Erving. A representação do eu na vida cotidiana; 3ed. Petrópolis-RJ: Vozes, 1985.


GOFFMAN, Erving. Estigma: notas sobre a manipulação da identidade deteriorada. 4ed. Rio de Janeiro: LTC, 1988.


HIEDA, M. F.; ALVES, A. A. Intolerância religiosa a umbanda: a perseguição da igreja universal do reino de Deus aos umbandistas. Revista Brasileira de História das Religiões, v. 3, n. 9, Maringá – PR, jan 2011.


NASCIMENTO, A. A.S. Candomblé e Umbanda: Práticas religiosas da identidade negra no Brasil. RBSE, v.9, n. 27, João Pessoa, dez 2010, pp.923-944.


NASCIMENTO, S. A. do.; ABIB, P.R.J. Cosmogonia africana: a resistência das religiões africanas na contemporaneidade. ESCRITAS. v. 8, n.1, 2016, pp.88-106.


OLIVEIRA, S. Psicanálise e umbanda: a demonização do exu como interdição simbólica e intolerância religiosa. Revista Brasileira de História das Religiões, v. 3, n. 8, Curitiba, set 2010.


PEREIRA, J. S.; MIRANDA, S. R. Laicização e Intolerância Religiosa: desafios para a História ensinada. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 42, n. 1, jan-mar 2017.

PRANDI, R. O Brasil com axé: candomblé e umbanda no mercado religioso. Estudos Avançados, v. 18, n. 52, São Paulo, set-dez 2004, pp.223-238.


SALES, V. A. Umbanda: preconceitos e similaridades. CELACC USP, São Paulo, mai. 2017.


SANTOS, M. S.; SILVA FILHO, J. C. A. O neopentecostalismo e a intolerância religiosa praticada contra as religiões afro-brasileiras. Revista Eletrônica de Teologia e Ciências das Religiões, v. 5, n. 2, Vitória, ago-dez 2017.


SILVA, A. Z. O. da. Intolerância religiosa e a laicidade no Brasil sob o aspecto constitucional. Anais do Salão de Pesquisa da Faculdades Est. São Leopoldo - RS, jan 2014, pp. 31-44.


SILVA, V. G. da. Neopentecostalismo e religiões afro-brasileiras: significados do ataque aos símbolos da herança religiosa africana no Brasil contemporâneo. Mana, Rio de Janeiro, v. 13, n. 1, abr 2007, pp.207-236.


VIANA, A.P. A intolerância religiosa no Brasil. Revista Posição, v.4, n.14, abr-jun. 2017.


WILLEMAN, E. M.; LIMA, G. R. de. O preconceito e discriminação racial nas religiões de matriz africana no Brasil. Revista Uniabeu, v. 3, n. 5, Belford Roxo – RJ, set-dez 2010.
Publicado
2020-07-31
Como Citar
SOUZA SIMÕES, J.; SOARES SERAFIM, J.; FREITAS MOURÃO, G. A vivência da fé sob o estigma na percepção de praticantes de religiões afro-brasileiras em Montes Claros. Sacrilegens , v. 17, n. 1, p. 262-275, 31 jul. 2020.