Entre Orixás e Olimpianos: intervenção escolar a partir de jogos de tabuleiro como espaço de diversidade e autonomia

  • Paulo Victor Zaquieu-Higino
Palavras-chave: Psicopedagogia, Ensino de filosofia, África, Intolerância religiosa, Bullying

Resumo

O presente artigo é resultado de uma intervenção psicopedagógica com alunos em uma escola privada de nível médio e técnico, objetivando a reflexão da autenticidade da religiosidade africana, através de atividade pedagógica lúdica. Assim, os alunos foram convidados a fazer relações entre os deuses olimpianos e os Orixás de modo lúdico, por meio da confecção de jogos de tabuleiro, RPG (Role-Playing game) entre outros. A única regra desses jogos era que fossem incluídos os deuses gregos e africanos, portanto, os alunos fora divididos em grupos e se viram desafiados a pesquisar os orixás, agora oponentes dos deuses gregos que eles tanto conhecem. Os alunos tornaram-se autores de seu próprio processo de desconstrução do preconceito (“demonização”) para com a religiosidade africana, através dos seus próprios artefatos nas aulas de filosofia.

Referências

BITTENCOURT, João Ricardo ; GIRAFFA, L. M. M. . Role-Playing Games, Educação e Jogos Computadorizados na Cibercultura. In: I Simpósio de RPG em Educação, 2003, Rio de Janeiro. I Simpósio de RPG em Educação. Rio de Janeiro: CCEAD PUC-Rio, v. 1. p. 1-2, 2003
BRASIL. Estatuto da criança e do adolescente. Disponível em: . Acesso em: 20 jun. 2015.
CAMPOS, Isabel Soares; RUBERT, Rosane Aparecida. Religiões de matriz africana e a intolerância religiosa. Cadernos Lepaarq, v 11, n° 22, 2014.
CANDAU, Vera Maria. Direitos humanos, educação e interculturalidade: as tensões entre igualdade e diferença. Revista Brasileira de Educação, v.13, nº 37, 2008.
GAVA, Sabrina da Silva. Percy Jackson e O Ladrão de Raios : cartografando sentidos entre mito, indústria cultural e educação visual. Dissertação (Mestrado em Processos Socioeducativos e Práticas Escolares). Universidade Federal de São João del-Rei, 2017. 136 p.
GIMENES, Nilson Roberto da Silva. Bullying religioso na Escola e a responsabilidade civil. Revista Acadêmica da Faculdade de Direito do Recife, v. 87, no 2, 2015.
GOULARTE, Raquel da Silva; MELO, Karoline Rodrigues de. A lei 11.645/08 e a sua abordagem nos livros didáticos do ensino fundamental. Entretextos, v.13, nº 2, p. 33-54, 2013.
MAZIERO, Maria das Dores Soares. Mitos gregos na literatura infantil: que olimpo é esse? Dissertação (Mestrado em Educação), Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação, São Paulo-SP, 2006.
MINISTÉRIO DA MULHER, DA FAMÍLIA E DOS DIREITOS HUMANOS. Balanço anual: Disque 100 registra mais de 500 casos de discriminação religiosa. Disponível em:. Acesso em: 13 mai, 2019.
OLIVEIRA, Wanderlei Abadio de et al. Causas do bullying: resultados da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar. Revista Latino-Americana de Enfermagem. Forthcoming, p.1-8, 2015.
ONU. Declaração Universal dos Direitos Humanos. Viena,1948.
PERCY Jackson e os Olimpianos. Site Oficial – Brasil. Disponível em: http://www.percyjackson.com.br. Acesso em: 17 set. 2015.
SILVA, Jorge da. Guia de Luta Contra a Intolerância Religiosa e o Racismo. Rio de Janeiro: CEAP, 2009.
SILVA, Vagner Gonçalves da. Neopentecostalismo e religiões afrobrasileiras: significados do ataque aos símbolos da herança religiosa africana no brasil contemporâneo. Revista África e Africanidades. Ano 4, n. 14, 2007.
SOUZA, Marselha Evangelista de. OLIVEIRA, Geovane Lopes de. A mediação escolar como instrumento auxiliar de construção da tolerância/respeito à diversidade religiosa. Revista Discente Sacrilegens, v. 15, n. 2, p. 1509-1594, 2018. Disponível em:. Acesso em: 3 mai. 2019.
Publicado
2019-10-22
Como Citar
ZAQUIEU-HIGINO, P. V. Entre Orixás e Olimpianos: intervenção escolar a partir de jogos de tabuleiro como espaço de diversidade e autonomia. Sacrilegens , v. 16, n. 1, p. 380-393, 22 out. 2019.