A simbiose entre filosofia e revelação no Islã Clássico

  • Alair Geraldo de Oliveira
Palavras-chave: Islã, Epistemologia, Religião, Política, Filosofia

Resumo

Abordamos neste artigo o fato original de a religião islâmica não ter tido ao longo de sua história um conflito inerente com o pensamento racional, o pensamento filosófico. De fato, ao contrário da experiência ocidental o pensamento racional e teológico não sofre disjunção no Islã. A discordância entre filosofia e teologia na história islâmica foi mais de natureza política que filosófica (epistemológica) já que a filosofia racionalista em versão islamica não rompeu com seu fundo onto-teológico baseado na revelação. Sob o princípio do Tawhid (Unicidade/Monismo) os pensadores islâmicos foram ao mesmo tempo juristas (fiqh) e filósofos (falasifah). Averrois, por exemplo, sustentou de forma veemente a necessidade de se manter o direito a liberdade do filósofo utilizando-se de argumentos extraídos direto do Alcorão.

Referências

AL-JABRI, Mohammed Abed. Introdução à Crítica da Razão Árabe. Tradução Roberto Leal Ferreira. São Paulo: Editora UNESP, 1999.
AVERRÓIS. Discurso Decisivo. Introdução Alain de Libera; tradução da introdução Márcia Valéria M. Aguiar; tradução do árabe Ainda Ramezá Hanania; revisão e tradução do árabe Helmi M. I. Nasr. – São Paulo: Martins Fontes, 2005.
BOBBIO, Norberto; MATTEUCCI, Nicola & PASQUINO, Gianfranco. Dicionário de Política - vol. I. Brasilia Editora Universidade de Brasília, 11° edição, 1998.
CAMPANINI, Massimo. Introdução à Filosofia Islâmica. Tradução do italiano Plinio Freire Gomes. São Paulo: Editora Estação Liberdade, 2010.
______. La Sūrah della caverna. Meditazione filosófica sull’unicità di Dio. Firenze, La Nuova Italia, 1986, (Pubblicazioni della Facoltà di Lettere e Filosofia dell’Università degli Studi di Milano, 125)
______. Islam y Politica. Editorial biblioteca Nueva, S. L., Madrid, 2003.
DE LIBERA, Alain. A Filosofia Medieval. Edições Loyola, São Paulo, Brasil, 1998.
GARAUDY, Roger. Promessas do Islã. Tradução Edson Darci Heldt. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1988.
JAPIASSÚ, Hilton & MARCONDES, Danilo. Dicionário Básico de Filosofia. Jorge Zahar Editor, Rio de Janeiro, 2001.
NEWBY, Gordon D. Concise Encyclopedia of Islam. England - Oxford: OneWolrd Publication, 2004.
RODINSON, Maxime. Islam y Capitalismo. Buenos Aires – Argentina, Siglo XXI, 1973.
RUSSEL, Bertrand. História da Filosofia Ocidental – Livro Segundo – tradução de Brenno Silveira. São Paulo – Companhia Editora Nacional, 1969.
SIDARUS, Adel. Filosofia Árabo-Islâmica (Breve relance histórico). Coleção Artigos LusoSofia, Universidade da Beira Interior, Covilhã, 2009.
STEWART, Desmond. Antigo Islã. Livraria José Olympio Editora - Rio de Janeiro, 1973.
YAMUNI, Vera. Filosofía y Religión en el Islam. Universidad de México. http://www.revistadelauniversidad.unam.mx/ojs_rum/index.php/rum/article/view/8553/9791 Acessado em 02 de junho de 2018
GASBARRO, Nicola. Nós e o Islã: um compatibilidade possível? Novos Estudos -CEBRAP - N.° 67, novembro 2003, pp. 90-108
LAPIDUS, Ira. The Separation of State and Religion in the Development of Early Islamic SocietyAuthor(s): Ira M. LapidusSource: International Journal of Middle East Studies, Vol. 6, No. 4 (Oct., 1975), pp. 363-385
Publicado
2019-10-07
Como Citar
DE OLIVEIRA, A. G. A simbiose entre filosofia e revelação no Islã Clássico. Sacrilegens , v. 16, n. 1, p. 57-79, 7 out. 2019.