Pentecostalismo inclusivo e modernidade:

interpretações e interpelações das Igrejas Inclusivas Pentecostais no Brasil

  • Victor Barrozo Universidade Federal da Paraíba
Palavras-chave: Igrejas Inclusivas, Pentecostalismo, Modernidade;

Resumo

No presente artigo queremos trazer a reflexão as relações entre pentecostalismo e modernidade a partir da análise das igrejas inclusivas pentecostais no cenário contemporâneo brasileiro. Para tanto, primeiramente, abordaremos as transformações do campo religioso pentecostal e a constituição de um pentecostalismo inclusivo no interior deste, suas características e aspectos. Em seguida, desenvolveremos uma breve história da formação e teologia das igrejas inclusivas. Logo após, traremos como caso exemplar de pentecostalismo inclusivo, a trajetória da pastora Lanna Holder e da Comunidade Cidade de Refúgio. Por fim, discutiremos algumas possíveis interpretações e interpelações das igrejas inclusivas pentecostais no contexto da modernidade religiosa no país.

Biografia do Autor

Victor Barrozo, Universidade Federal da Paraíba
Doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências das Religiões na Universidade Federal da Paraíba - UFPB. Mestre e especialista em Ciências da Religião pela PUC Minas. Especialista em Sociologia pela UGF. Membro da Associação Brasileira de História das Religiões.

Referências

ALMEIDA, Ronaldo. (2006), A expansão pentecostal: circulação e flexibilidade. In: F. Teixeira e R. Menezes (Org.). As religiões no Brasil: continuidades e rupturas. Petrópolis: Vozes.
AUBRÉE, Marion. Sectas y transformación religiosa em Brasil. In: BASTIAN, Jean-Pierre (coord.). La modernidad religiosa: Europa Latina y América Latina en perspectiva comparada. México: Fondo de Cultura Económica, 2004.
BARAJAS, Karina Bárcenas. Espiritualidades queer: heterotopías de la igualdad en la diferencia. Ciencias Sociales y Religión, Porto Alegre, ano 18, n. 24, p. 90-109 jan-jul. 2016.
BARROZO, Victor Breno Farias. Faces do pentecostalismo brasileiro: esboço de uma cartografia do campo pentecostal no Brasil. In: OLIVEIRA, David Mesquiati; FERREIRA, Ismael; FARJADO, Maxwell.. (Org.). Pentecostalismos em perspectiva. São Paulo: Edições Terceira Via, 2017, p. 97-106.
CAVOTTI, Fernanda. A teologia inclusiva – 10 anos. In: SANTOS, Átila Augusto dos (org.). Panorama homoafetivo: perspectivas cristãs de inclusão LGBT. Rio de Janeiro: Metanoia, 2015.
CÉSAR, Marilia de Camargo. Entre a cruz e o arco-íris: a complexa relação dos cristãos com a homoafetividade. Belo Horizonte: Editora Gutenberg, 2013.
FEITOSA, Alexandre. Bíblia e homossexualidade – verdade e mitos. Rio de Janeiro: Metanoia, 2010.
FEITOSA, Alexandre. O prêmio do amor. Edição do Autor, 2011.
GIDDENS, Anthony. A transformação da intimidade: sexualidade, amor e erotismo nas sociedades modernas. São Paulo: Editora UNESP, 1993.
GUIMARÃES, Jayane Santos. Igreja inclusiva: diversidade sexual e experiências religiosas. Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Educação Sexual da Faculdade de Ciências e Letras – UNESP, 2017.
HOLDER, Lanna. O diário de uma filha pródiga. Belo Horizonte: Editora Atual Brasil, 2009.
JESUS, Fátima Weiss de. Notas sobre religião e (homo)sexualidade: "Igrejas Gays" no Brasil. Trabalho apresentado na 26ª. Reunião Brasileira de Antropologia, 2008.
JESUS, Fátima Weiss de. Unindo a cruz e o arco-íris: vivência Religiosa, homossexualidades e trânsitos de gênero na Igreja da Comunidade Metropolitana de São Paulo. Tese doutorado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal de Santa Catarina, 2012.
MOTT, Luiz. Igreja e homossexualidade no Brasil: cronologia temática, 1547-2006. Comunicação apresentada no II Congresso Internacional sobre Epistemologia, Sexualidade e Violência, São Leopoldo, RS, Escola Superior de Teologia, 16-16/8/2006. Disponível em Consulta em 15 mar. 2018.
NATIVIDADE Marcelo Tavares. Cantar e dançar para Jesus: sexualidade, gênero e religião nas igrejas inclusivas pentecostais. Religião e Sociedade, Rio de Janeiro, 37(1): 15-33, 2017.
NATIVIDADE, Marcelo. Deus me aceita como eu sou? A disputa sobre o significado da homossexualidade entre evangélicos no Brasil. Tese de doutorado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2008.
NATIVIDADE, Marcelo. Uma homossexualidade santificada? Etnografia de uma comunidade inclusiva pentecostal. Religião e Sociedade, 30, N° 2: 2010, p. 90-121.
RETAMERO, Márcio. A igreja inclusiva e a política. In: SANTOS, Átila Augusto dos (org.). Panorama homoafetivo: perspectivas cristãs de inclusão LGBT. Rio de Janeiro: Metanoia, 2015.
TSCHANNEN, Olivier. La revaloración de la teoría de la secularización mediante la perspectiva comparada Europa-latina-América Latina. In: BASTIAN, Jean-Pierre (coord.). La modernidad religiosa: Europa Latina y América Latina en perspectiva comparada. México: Fondo de Cultura Económica, 2004.
Publicado
2019-10-07
Como Citar
BARROZO, V. Pentecostalismo inclusivo e modernidade:. Sacrilegens , v. 16, n. 1, p. 80-103, 7 out. 2019.