Pentecostalismo inclusivo e modernidade:

interpretações e interpelações das Igrejas Inclusivas Pentecostais no Brasil

Autores

  • Victor Barrozo Universidade Federal da Paraíba

DOI:

https://doi.org/10.34019/2237-6151.2019.v16.27154

Palavras-chave:

Igrejas Inclusivas, Pentecostalismo, Modernidade;

Resumo

No presente artigo queremos trazer a reflexão as relações entre pentecostalismo e modernidade a partir da análise das igrejas inclusivas pentecostais no cenário contemporâneo brasileiro. Para tanto, primeiramente, abordaremos as transformações do campo religioso pentecostal e a constituição de um pentecostalismo inclusivo no interior deste, suas características e aspectos. Em seguida, desenvolveremos uma breve história da formação e teologia das igrejas inclusivas. Logo após, traremos como caso exemplar de pentecostalismo inclusivo, a trajetória da pastora Lanna Holder e da Comunidade Cidade de Refúgio. Por fim, discutiremos algumas possíveis interpretações e interpelações das igrejas inclusivas pentecostais no contexto da modernidade religiosa no país.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Victor Barrozo, Universidade Federal da Paraíba

Doutorando pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências das Religiões na Universidade Federal da Paraíba - UFPB. Mestre e especialista em Ciências da Religião pela PUC Minas. Especialista em Sociologia pela UGF. Membro da Associação Brasileira de História das Religiões.

Referências

ALMEIDA, Ronaldo. (2006), A expansão pentecostal: circulação e flexibilidade. In: F. Teixeira e R. Menezes (Org.). As religiões no Brasil: continuidades e rupturas. Petrópolis: Vozes.
AUBRÉE, Marion. Sectas y transformación religiosa em Brasil. In: BASTIAN, Jean-Pierre (coord.). La modernidad religiosa: Europa Latina y América Latina en perspectiva comparada. México: Fondo de Cultura Económica, 2004.
BARAJAS, Karina Bárcenas. Espiritualidades queer: heterotopías de la igualdad en la diferencia. Ciencias Sociales y Religión, Porto Alegre, ano 18, n. 24, p. 90-109 jan-jul. 2016.
BARROZO, Victor Breno Farias. Faces do pentecostalismo brasileiro: esboço de uma cartografia do campo pentecostal no Brasil. In: OLIVEIRA, David Mesquiati; FERREIRA, Ismael; FARJADO, Maxwell.. (Org.). Pentecostalismos em perspectiva. São Paulo: Edições Terceira Via, 2017, p. 97-106.
CAVOTTI, Fernanda. A teologia inclusiva – 10 anos. In: SANTOS, Átila Augusto dos (org.). Panorama homoafetivo: perspectivas cristãs de inclusão LGBT. Rio de Janeiro: Metanoia, 2015.
CÉSAR, Marilia de Camargo. Entre a cruz e o arco-íris: a complexa relação dos cristãos com a homoafetividade. Belo Horizonte: Editora Gutenberg, 2013.
FEITOSA, Alexandre. Bíblia e homossexualidade – verdade e mitos. Rio de Janeiro: Metanoia, 2010.
FEITOSA, Alexandre. O prêmio do amor. Edição do Autor, 2011.
GIDDENS, Anthony. A transformação da intimidade: sexualidade, amor e erotismo nas sociedades modernas. São Paulo: Editora UNESP, 1993.
GUIMARÃES, Jayane Santos. Igreja inclusiva: diversidade sexual e experiências religiosas. Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Educação Sexual da Faculdade de Ciências e Letras – UNESP, 2017.
HOLDER, Lanna. O diário de uma filha pródiga. Belo Horizonte: Editora Atual Brasil, 2009.
JESUS, Fátima Weiss de. Notas sobre religião e (homo)sexualidade: "Igrejas Gays" no Brasil. Trabalho apresentado na 26ª. Reunião Brasileira de Antropologia, 2008.
JESUS, Fátima Weiss de. Unindo a cruz e o arco-íris: vivência Religiosa, homossexualidades e trânsitos de gênero na Igreja da Comunidade Metropolitana de São Paulo. Tese doutorado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal de Santa Catarina, 2012.
MOTT, Luiz. Igreja e homossexualidade no Brasil: cronologia temática, 1547-2006. Comunicação apresentada no II Congresso Internacional sobre Epistemologia, Sexualidade e Violência, São Leopoldo, RS, Escola Superior de Teologia, 16-16/8/2006. Disponível em <http://www.diversidadecatolica.com.br/opiniao_mott.asp> Consulta em 15 mar. 2018.
NATIVIDADE Marcelo Tavares. Cantar e dançar para Jesus: sexualidade, gênero e religião nas igrejas inclusivas pentecostais. Religião e Sociedade, Rio de Janeiro, 37(1): 15-33, 2017.
NATIVIDADE, Marcelo. Deus me aceita como eu sou? A disputa sobre o significado da homossexualidade entre evangélicos no Brasil. Tese de doutorado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 2008.
NATIVIDADE, Marcelo. Uma homossexualidade santificada? Etnografia de uma comunidade inclusiva pentecostal. Religião e Sociedade, 30, N° 2: 2010, p. 90-121.
RETAMERO, Márcio. A igreja inclusiva e a política. In: SANTOS, Átila Augusto dos (org.). Panorama homoafetivo: perspectivas cristãs de inclusão LGBT. Rio de Janeiro: Metanoia, 2015.
TSCHANNEN, Olivier. La revaloración de la teoría de la secularización mediante la perspectiva comparada Europa-latina-América Latina. In: BASTIAN, Jean-Pierre (coord.). La modernidad religiosa: Europa Latina y América Latina en perspectiva comparada. México: Fondo de Cultura Económica, 2004.

Downloads

Publicado

2019-10-07

Como Citar

BARROZO, V. Pentecostalismo inclusivo e modernidade:: interpretações e interpelações das Igrejas Inclusivas Pentecostais no Brasil. Sacrilegens , [S. l.], v. 16, n. 1, p. 80–103, 2019. DOI: 10.34019/2237-6151.2019.v16.27154. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/sacrilegens/article/view/27154. Acesso em: 16 jun. 2024.