Contemporaneidade (pós-modernidade) e espiritualidades

  • Douglas Willian Ferreira
  • Carlos Alberto Pinheiro Vieira
  • Karen Aquino Rangel da Costa
  • Tatiene Ciribelli Santos Almeida
Palavras-chave: Espiritualidades, Pós-modernidade, Ciência da Religião

Resumo

O GT Contemporaneidade (pós-modernidade) e espiritualidades objetiva reunir pesquisadores que investigam sobre as diversas concepções de espiritualidade no contexto contemporâneo e/ou pós-moderno. Desse modo, considera-se também pertinente a discussão sobre as distintasformulações do fenômeno religioso, como por exemplo, a tendência de racionalização da fé que culmina, muitas vezes, no surgimento de espiritualidades laicas e céticas. Não somente nesse âmbito, as discussões do GT se abrem, também, para a compreensão da espiritualidade do homem religioso, crente e íntimo da experiência com o Divino.Nessa perspectiva, valorizar-se-á pesquisas que proporcionam o diálogo entre filosofia e religião, psicologia e religião e,mesmo, a experiência mística da espiritualidade.Como principais objetivos se propõe: a valorização do fenômeno religioso como fundamento da experiência espiritual; a análise das transformações provocadas pela espiritualidade na vida do homem contemporâneo; o reconhecimento e o diálogo com as diversas manifestações espirituais, incluindo sua vertente ateísta, cética e também laica, que caracteriza a pluralidade do século XXI; apresentar a espiritualidade como possibilitadora da superação da violência em suas diversas manifestações; avaliar a centralidade da espiritualidade na prática religiosa e social; destacar a espiritualidade como fundamento do diálogo entre as religiões e da fuga dos fundamentalismos e, por fim, refletir acerca da importância do estudo da espiritualidade na Ciência da Religião.

Referências

AGOSTINHO, Santo. Confissões. São Paulo: Paulus, 1984.
BATAILLE, Georges. O erotismo. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2014.
BENTO XVI. Carta Encíclica Deus Caritas Est. São Paulo: Loyola, 2006.
BONINO, José Miguez. Ama e faze o que quiseres. Disponível em:
Acesso em:
21 ago. 2015
COMTE-SPONVILLE, André.Pequeno tratado das grandes virtudes. São Paulo: Martins
Fontes, 2009.
FERRY, Luc. A revolução do amor, por uma espiritualidade laica. Rio de Janeiro: Objetiva,
2012a.
______. O homem-Deus, ou, O sentido da vida. Rio de Janeiro: DIFEL, 2012b.
______. Aprender a viver. Rio de Janeiro: Objetiva, 2007.
______. Famílias, amo vocês, política e vida privada na época da globalização.Rio de
Janeiro: Objetiva, 2008a.
______. Do amor, uma filosofia para o século XXI. Rio de Janeiro: DIFEL, 2013.
______. O anticonformista, uma autobiografia intelectual; entrevistas com Alexandra
Laignel- Lavastine. Rio de Janeiro: DIFEL, 2012c.
______; JERPHAGNON, Lucien. A tentação do cristianismo, de seita a civilização; Rio de
Janeiro: Objetiva, 2012d.
GRONDIN, Jean. Introdução à hermenêutica filosófica. São Leopoldo: Unisinos, 1999.
GRUN, Anselm. Pequeno tratado do verdadeiro amor. Petrópolis: Vozes, 2013.
JOÃO DA CRUZ. Cântico Espiritual − Chama viva de amor. Petrópolis: Vozes, 1960.
LEVINÁS, Emmanuel. Ética e Infinito. Lisboa: Edições 70, 1982.
PLATÃO. O banquete. São Paulo: Abril Cultural, 1979. (Coleção os Pensadores – 2ª edição)
STENDHAL (Marie-Henri Beyle). Do amor.L&PM editores, 2011.
WEBER, Max. A ética protestante e o espirito do capitalismo. São Paulo: Companhia das
Letras, 2004.
BALEEIRO, Cleber Araújo Souto. O retorno da Religião na época da superação da
metafísica: Religião e secularização no pensamento de G. Vattimo. São Bernardo do Campo:
UMESP, 2009. Dissertação em Ciências da Religião. Universidade Metodista de São Paulo,
São Bernardo do Campo, 2009.
CHAUÍ, Marilena. Convite à filosofia. 14. Ed., São Paulo: Editora Ática. 2010. 520 p.
CORBÌ, Marià. Para uma espiritualidade leiga: sem crenças, sem religiões, sem deuses.
Trad. Maria Stela Gonçalves. São Paulo: Paulus, 2010, 294 p.
LIBÂNIO, João Batista. A religião no início do milênio. São Paulo: Loyola, 2002. 283 p.
PECORARO, Rossano (org). Os filósofos: clássicos da filosofia de Ortega y Gasseta
Vattimo. Petrópolis: Rio de Janeiro: Vozes: PUC, 2009. v. 3. 397 p.
Revista IHU on-line, Narrar Deus numa Sociedade Pós-metafísica: Possibilidades e
Impossibilidades.São Leopoldo, RS, Ed. 308, set., 2009.
RUBENS, Pedro. O papel social da religião mudou. Revista IHU on-line, São Leopoldo,
302. ed., ago. 2009, p. 23-26.
ROCHA, Alessandro. Uma introdução à filosofia da religião: um olhar da fé cristã sobre a
relação entre a filosofia e a religião na história do pensamento ocidental. São Paulo: Editora
Vida, 2010, 181 p.
SUNG, Jung Mo. Cristianismo de Libertação: espiritualidade e luta social. São Paulo:
Paulus, 2008.
TEIXEIRA, Evilázio B. A fragilidade da razão:pensierodebole e niilismo hermenêutico em
Gianni Vattimo. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2005, 194 p.
__________. Aventura pós-moderna e sua sombra. São Paulo: Paulus, 2005, 118 p.
Um cristianismo sem Agostinho? Disponívelem:
41981>Acessoem: 15/04/2011
VATTIMO, Gianni. Depois da cristandade: por um cristianismo não religioso. Trad. de
Cynthia Marques, Rio de Janeiro: Record, 2004, 173 p.
__________. O vestígio do vestígio. In: VATTIMO, Gianni.; DERRIDA, Jacques. (Orgs). A
Religião:O Seminário de Capri. São Paulo: Estação Liberdade, 2004, 231p.
__________. & ROVATTI, Aldo (eds). El pensamiento débil. 5 ed. Madrid: Ediciones
Cátedra. 2006. 363p.
__________. O fim da modernidade: niilismo e hermenêutica na cultura pós-moderna. Trad.
de Eduardo Brandão, São Paul: Martins Fontes, 2002, 208 p.
BINGEMER, M. C. Vida e perfil de uma mulher do século XX. In: Simone Weil: A força e a
fraqueza do amor. Rio de Janeiro:Rocco, 2007, páginas 13-71.
___________. Simone Weil: Testemunha da paixão e da Compaixão. Bauru: EDUSC, 2014.
___________. Simone Weil e a espera de Deus. In: TEIXEIRA, Faustino (Org.) Nas teias da
delicadeza: Itinerários Místicos. São Paulo: Paulinas, 2006, p. 205-236.
__________. A mística cristã em reciprocidade e diálogo: a mística católica e o desafio interreligioso. In: TEIXEIRA, Faustino (Org.) No limiar do mistério: Mística e religião. São
Paulo: Paulinas, 2004.
BOFF, Leonardo; FREI BETTO. Mística e espiritualidade. Rio de Janeiro: Garamond, 2005.
HAIGHT, Roger. Espiritualidade cristã para buscadores: Reflexões sobre os Exercícios
Espirituais de Inácio de Loyola. Petrópolis, RJ: Vozes, 2015.
NOUWEN, Henri J.M. O Regresso do Filho Pródigo:Meditações perante um quadro de
Rembrandt (7ª ed.). Braga, PT: Editorial AO, 1992
O’LAUGHLIN, Michael. God’s Beloved: A spiritual biography of Henri Nouwen. New York:
Orbis Books, 2004.
TEIXEIRA, Faustino. Simone Weil: uma paixão sem fronteiras. In: Buscadores do diálogo:
itinerários inter-religiosos. São Paulo: Paulinas, 2012.
WEIL, Simone, A la espera de Dios. 3 ed. Madrid: Trotta, 2000.
WEIL, Simone. Espera de Deus. São Paulo: ECE, 1987.
ARAÚJO, Ceres Alves de; MELLO, Maria Aparecida; RIOS, Ana Maria Galrão.
(Orgs.). Resiliência: teoria e práticas de pesquisa em psicologia.São Paulo:Ithaka Books,
2011.
DALGALARRONDO, Paulo. Religião, psicopatologia & saúde mental. Porto Alegre:
Artmed, 2008.
FERNANDO, Edson; REZENDE, Jonas. Dores que nos transformam: quando frágeis,
então somos fortes.Rio de Janeiro: Mauad, 2002.
FRANKL, Viktor E. Dar sentido avida: alogoterapia de Viktor Frankl. Rio de Janeiro:
Vozes, 1992.
GIMENES, Maria da Glória G., Espiritualidade e luto. In Maria Helena Pereira (Org.).
Uma jornada sobre o luto: a morte e o luto sob diferentes olhares. Campinas,SP: Editora
Livro Pleno, 2002.
GRAPPIOLO, E. Il lutto. In: Cure palliative. Milano: Masson, 1988.
HOCH, Lothar Carlos; HEIMANN, Thomas (Orgs). Aconselhamento pastoral e
espiritualidade. São Leopoldo/EST: Sinodal, 2008.
KOENIG, Harold G. Medicina, religião e saúde: o encontro da ciência e da
espiritualidade. Tradução Iuri Abreu. Porto Alegre: L&PM, 2012.
KOVÁCS, Maria Júlia. Espiritualidade e psicologia: cuidados compartilhados. InPESSINI,
Léo; BARCHIFONTAINE, Christian de Paul de. Buscar sentido e plenitude de vida:
bioética, saúde e espiritualidade. São Paulo: Paulinas, 2008.
LUTHAR, S.; CICCHETTI, D.; BECKER, B. The Construct of resilience: a critical
evaluation and guidelines for future wor, Child Development, 71 (3),2000.
PERES, Julio. Trauma e superação: o que a psicologia, a neurociência e a
espiritualidade ensinam. São Paulo: Roca, 2009.
PINTO, Ênio Brito. Espiritualidade e religiosidade: articulações. In Revista de Estudos
da Religião. 2009, p. 68-83.
AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION. Manual de diagnóstico e estatística de
distúrbios mentais DSM-IV. São Paulo: Manole, 1994.
ANCONA-LOPEZ, Marília. A Espiritualidade e os psicólogos. In AMATUZZI, Mauro
Martins (org.) Psicologia e espiritualidade. São Paulo: Paulus, 2005,147-160.
Como Citar
FERREIRA, D. W.; PINHEIRO VIEIRA, C. A.; AQUINO RANGEL DA COSTA, K.; CIRIBELLI SANTOS ALMEIDA, T. Contemporaneidade (pós-modernidade) e espiritualidades. Sacrilegens , v. 15, n. 2, 11.