E o que é de César?: contribuições analíticas para a teoria da secularização

Autores

  • Bruno Curtis Weber

Palavras-chave:

Secularização, Compartimentalização, Religião, Esfera pública

Resumo

Desenvolveremos uma discussão acerca da Teoria da Secularização, procurando situar a
literatura brasileira atinente ao tema dentro do espectro do paradigma. Constatando uma
profusão de interpretações dada por cada teórico, sugerimos um esforço para definição
de parâmetros mais claros com o objetivo de avaliar com precisão o lugar e o papel do
sistema religioso no contexto brasileiro. Para tanto recorreremos à proposta do
sociólogo belga Karel Dobbelaere que sugere que seja feita uma análise da
secularização em três níveis: macro (societal), meso (institucional) e micro (individual).

Referências

APPIAH, Anthony. O pós-colonial e o pós-moderno. In: APPIAH, Anthony (org.). Na
casa de meu pai: a África na filosofia da cultura. Rio de Janeiro: Contraponto, 1997. p.
193-219.
BERGER, Peter. The desecularization of the world: a global overview.In:______
(org.).The desecularization of the world: resurgent religions and world
politics.Washington: EthicsandPolicy Center, 1999.
______.El dosel sagrado: elementos para una sociologia de lareligión.Buenos Aires:
Amorrortu, 1967.
BILLIET, Jaaket et al.Church commitment and some consequences in western and
central Europe.In: MOBERG, Dave (org.).Research in the Social Scientific Study of
Religion (SSSR).Boston (EUA): Brill, 2003.
CAMURÇA, Marcelo Ayres.Da boa e da má vontade para com a religião nos cientistas
sociais da religião brasileiros.Religião & Sociedade, Rio de Janeiro, v. 21, n.1, p. 67-
86, 2000.
DOBBELERE, Karel. The meaning and scope of secularization.In: CLARKE, Peter
(org.). The Oxford handbook of sociology of religion. Oxford (Inglaterra): Oxford
University Press, 2009. p. 599-615.
______. Testing secularization theory in comparative perspective.Nordic journal of
religion and society, Trondheim (Noruega), v.20,p.137-147, 2007.
______.Secularization: an analysis at three levels.Bruxelas: Peter Lang, 2002.
FRESTON, Paul.Protestantes e política no Brasil: da constituinte ao
impeachment.Campinas: Editora Unicamp, 1993.
GERTH, HansHeinrich; MILLS, C. Wright. Introdução: o homem e sua obra. In:
______ (org.). Max Weber: ensaios de sociologia.5. ed. Rio de Janeiro: Guanabara,
1982.
MACHADO, Maria das Dores Campos.A magia e a ética no pentecostalismo
brasileiro.Estudos de Religião, São Bernardo do Campo (SP), v. 33, p. 12-26, 2007.
______.Política e religião: a participação dos evangélicos nas eleições. Rio de Janeiro:
Fundação Getúlio Vargas, 2006.
MARIANO, Ricardo.Laicidade à brasileira: católicos, pentecostais e laicos em disputa
na esfera pública.Civitas,Porto Alegre, v. 11, p. 238-258, 2011.
______.Usos e limites da teoria da escolha racional da religião.Tempo Social - Revista
de Sociologia da USP, São Paulo, v. 20, p. 41-66, 2008.
______.Efeitos da secularização do Estado, do pluralismo e do mercado religioso sobre
as igrejas pentecostais. Civitas, Porto Alegre, v. 3, n.1, p. 111-125, 2003.
______.Neopentecostais: sociologia do novo pentecostalismo no Brasil. São Paulo:
Loyola, 1999.
______;ORO, Ari Pedro. The reciprocal instrumentalization of religion and politics in
Brazil. Annual Review of the Sociology of Religion, Boston, v. 2,p. 245-266, 2011.
MARIZ, Cecília.Secularização e dessecularização: comentários a um texto de Peter
Berger. Religião& Sociedade, Rio de Janeiro, v. 21, n.1, p. 25-40, 2001.
NEGRÃO, Lísias.Nem “jardim encantado”, nem “clube dos intelectuais
desencantados”. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 20, p. 23-36,
2005.
PIERUCCI, Antônio Flávio.O desencantamento do mundo: todos os passos do
conceito em Max Weber. São Paulo: Editora 34, 2003.
______.Interesses religiosos dos sociólogos da religião. In: ORO, Ari Pedro; STEIL,
Carlos Alberto (org.). Globalização e religião. Petrópolis, RJ: Vozes, 1997a.p. 249-
262.
______.Reencantamento e dessecularização: a propósito do autoengano em sociologia
da religião.Novos Estudos CEBRAP, São Paulo, v. 49, p. 99-117, 1997b.
PRANDI, Reginaldo.Religião paga, conversão e serviço. In: PIERUCCI, Antônio
Flávio, PRANDI,Reginaldo (org.).A realidade social das religiões no Brasil: religião
sociedade e política. São Paulo: Hucitec, 1996.
TAHIRLI, Taleh. Secularization in a society with a strong religious ideology: the
case of Turkey.Linköping (Suécia): Linköping University Press, 2005.
TSCHANNEN, Olivier.Les théories de la sécularisation. Genève (Suíça):
LibrarieDroz, 1992.

Downloads

Como Citar

CURTIS WEBER, B. . E o que é de César?: contribuições analíticas para a teoria da secularização. Sacrilegens , [S. l.], v. 12, n. 2, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/sacrilegens/article/view/26844. Acesso em: 11 abr. 2021.