As manifestações religiosas brasileiras pelo olhar dos padres redentoristas alemães (1890-1904)

  • José Leandro Peters
Palavras-chave: segunda metade do século XIX, padres redentoristas, manifestações religiosas brasileiras

Resumo

Neste trabalho proponho uma análise das cartas escritas pelos padres redentoristas
alemães no momento em que eles chegaram à região de Guaratinguetá com o objetivo
de aplicar na região o catolicismo ultramontano e, em um segundo momento, assumir a
administração do Santuário de Nossa Senhora Aparecida na cidade de Aparecida do
Norte, interior de São Paulo. Esses textos, além de descreverem a situação encontrada,
apresentaram também um discurso que, ao que me parece, buscou acentuar as
possibilidades de ação no Brasil e mostrá-las aos superiores da Congregação que
permaneceram na Europa. Desse modo, me proponho a perseguir por esses documentos
as percepções que esses religiosos constituíram do catolicismo brasileiro e as possíveis
ações traçadas a partir dessas observações.

Referências

HAUCK, João Fagundes; et all. História Geral da Igreja na América Latina. Tomo II:
História da Igreja no Brasil – Segunda época. Petrópolis: Edições Paulinas / Vozes,
1992.
AZZI, Riolando. O Altar Unido ao Trono: um projeto conservador . (História do
pensamento católico no Brasil – III). São Paulo: Edições Paulinas, 1992.
Carta do Pe. Lourenço Gahr, primeiro superior da Comunidade Redentorista de
Aparecida ao Monsenhor A. Prachar – Bremen na Alemanha. Enviada em 01 de junho
de 1895. Transcrita em 27 de junho de 1978 por Júlio Brustoloni: BRUSTOLONI, J..
Coletânea de documentos e crônicas da Capela de Nossa Senhora Aparecida (1717 –
1917). Aparecida: Arquivo da Cúria Metropolitana de Aparecida. Pp. 95 e 96
Crônica da Casa de Aparecida – Missão na Paróquia do Bairro Alto (21/06 a 03/07 de
1898). Transcrita em: BRUSTOLONI, Júlio. Coletânea de Documentos e Crônicas da
Capela de Nossa Senhora Aparecida (1717 – 1917). Aparecida: Arquivo da Cúria
Metropolitana de Aparecida. P. 124.
Crônica da Casa Redentorista de Aparecida. Ano de 1902. Transcrita em:
BRUSTOLONI, Júlio. Coletânea de Documentos e Crônicas da Capela de Nossa
Senhora Aparecida (1717 – 1917). Aparecida: Arquivo da Cúria Metropolitana de
Aparecida. P.121.
GRUZINSKI, Serge. A Guerra de Imagens: se Cristóvão Colombo a Blade Runner
(1492-2019). São Paulo: Companhia das Letras, 2006.
WENDL, Pe. José. Congregação do Senhor Redentor – Crônica do ano de 1901.
Transcrita pelo Pe. Júlio Brustoloni em: BRUSTOLONI, Júlio. Coletânea de
Documentos e Crônicas da Capela de Nossa Senhora Aparecida (1717 – 1917).
Aparecida: Arquivo da Cúria Metropolitana de Aparecida. P. 107.
WERNET, Augustin. Os Redentoristas no Brasil. Aparecida, SP: Editora Santuário,
1995.
Como Citar
PETERS, J. L. As manifestações religiosas brasileiras pelo olhar dos padres redentoristas alemães (1890-1904). Sacrilegens , v. 11, n. 2, 11.