Liberdade e Religião no Existencialismo de Jean-Paul Sartre

Autores

  • Frederico Pieper Pires

Palavras-chave:

Sartre, existencialismo, religião, liberdade

Resumo

Este artigo procura analisar as relações entre liberdade humana e ateísmo no pensamento existencialista de Sartre. Para tanto, na primeira parte do artigo há a exposição do conceito de liberdade em Sartre, entendido como “liberdade” para fundar ou, em outras palavras, o ser humano constrói-se a si mesmo. Num segundo momento, articula-se este conceito de liberdade com a negação da idéia de Deus no existencialismo sartreano. Ao contrário do que pensam alguns comentadores (como Giovani Invitto, por exemplo), o ateísmo de Sartre não é apenas um a priori que nunca é colocado em questão. O conceito de liberdade em Sartre exclui a possibilidade da afirmação da existência de determinada concepção de Deus, o Deus dos filósofos que é o fundamento do ser. Por fim, o artigo também aponta alguns limites do pensamento existencialista de Sartre.

Referências

BEAUVOIR, Simone de. A cerimônia do adeus e entrevistas com Jean-Paul Sartre (Agosto/Setembro 1974). Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 1982.
BORNHEIM, Gerd. Sartre. São Paulo: Perspectiva, 2001
BOCHENSKI. A filosofia contemporânea ocidental. 2a ed. São Paulo: EDUSP, 1975.
LEÃO, Emmanuel Carneiro. Introdução. In: HEIDEGGER, Martin. Sobre o humanismo. Trad. e apresentação de Emmanuel Carneiro Leão. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1995.
FACKENHEIM, Emil. The religious dimension in Hegel’s thought. Bloomington: Indiana University Press, 1967.
GERASSI, John. Jean-Paul Sartre, consciência odiada de seu século. Vol. I. Trad. Sergio Fraksman. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1990.
GILES, Thomas Ransom. História do existencialismo e da fenomenologia. São Paulo: EDUSP, 1975.
HEGEL, G.W.F. Hegel lectures on the philosophy of religion. Vol. I. HODGSON, Peter (ed.). Berkeley: University of California Press, 1995.
HEIDEGGER, Martin. Sobre o humanismo. Trad. e apresentação de Emmanuel Carneiro Leão. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1995.
HUISMAN, Denis. História do existencialismo. Trad. Maria Leonor Loureiro. Bauru: EDUSC, 2001. . Dicionário de obras filosóficas. São Paulo: Martins Fontes, 2000.
INVITTO, Giovani. Jean-Paul Sartre (1905-1980), "‘Deus não existe’: a indemonstrabilidade de uma certeza”. In: PENZO, G.; GIBELLINI, Rossino (org.). Deus na filosofia do século XX. São Paulo: Edições Loyola, 1993, p. 409-420. . Sartre. Milano: Franco Angeli, 1988.
JASPERS, Karl. Reason and existenz. Trad. William Earle. New York: Noonday Press, 1955.
JOLIVET, Regis. Sartre ou a teologia do absurdo. Trad. Carlos Lopes de Mattos. São Paulo: Herder, 1968.
LÉVY, Bernard-Henry. O século de Sartre. Trad. Jorge Bastos. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.
LIMA, Walter Matias. Liberdade e dialética em Jean-Paul Sartre. Maceió: EDUFAL,1998.
MACIEL, Luiz Carlos. Sartre: vida e obra. Rio de Janeiro: José Álvaro Editor, 1967.
MACQUARRIE, John. Heidegger and Christianity. New York: Continuum, 1994.
NIETZSCHE, Friedrich. O crepúsculo dos ídolos, ou como filosofar com o martelo. Trad. Marco Antonio Casa Nova. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2000.
OLSON, Robert G. Introdução ao existencialismo. São Paulo: Brasiliense, 1970.
PECORARO, Rosário Rossano. Niilismo, metafísica, desconstrução. In: DUQUE-ESTRADA, Paulo César. Às margens, a propósito de Jacques Derrida. São Paulo, Loyola, 2002.
PENHA, João. O que é existencialismo. São Paulo: Brasiliense, 1984.
PERDIGÃO, Paulo. Existência e liberdade, uma introdução à filosofia de Sartre. Porto Alegre: LP&M, 1995.
SARTRE, Jean-Paul. O Ser e o nada. Trad. Paulo Perdigão. Petrópolis: Vozes, 1997. . Entre quatro paredes. Trad. Gilherme de Almeida. São Paulo: Abril Cultural, 1977. . O Existencialismo é um humanismo. Trad. Vergílio Ferreira. 3a ed. Lisboa: Editorial Presença, 1970. . O diabo e o bom Deus. Trad. Maria Jacintha. São Paulo: Difusão Européia do Livro, 1964. . Situations III. Paris: Gallimard, 1949.
SOLAL, Annie Cohen. Sartre. São Paulo: L&PM Editores, 1986.
RESEK, Romani. Deus ou nada. São Paulo: Ed. Paulistas, 1975.
VIEIRA, Amaral. Sartre e a revolta de nosso tempo. Rio de Janeiro: Forense, 1967.
WAHL, Jean. As filosofias da existência. Lisboa: Publicações Europa América, 1962.

Downloads

Publicado

2005-03-01

Como Citar

PIEPER PIRES, F. Liberdade e Religião no Existencialismo de Jean-Paul Sartre. Sacrilegens , [S. l.], v. 2, n. 1, p. 2–21, 2005. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/sacrilegens/article/view/26361. Acesso em: 15 abr. 2021.