A ANÁLISE PROTEÔMICA NO CONTEXTO FORENSE

  • Larissa Dutra Bittencourt de Oliveira
  • Carlos Eduardo Palhares Machado
Palavras-chave: Proteômica. Espectrometria de massa. Ciências Forenses. Genética Forense. Antropologia Forense.

Resumo

Realizou-se uma revisão de literatura consultando as bases de dados Medline, LILACS, BBO e Scielo, de 1997 a 2017, com o objetivo de ressaltar a importância do estudo da proteômica e sua aplicação nas diversas áreas forenses. Conclui-se que a evolução da tecnologia de espectrometria de massa juntamente com os bancos de dados proteômicos aplicados para o estudo das proteínas do corpo humano são de grande importância no contexto forense e podem fornecer subsídios nas diversas áreas da Criminalística, assim como na identificação e diferenciação de fluidos, tecidos e órgãos do corpo humano; na Criminologia no diagnóstico de doenças mentais; na Arqueologia e na Antropologia Forense no estudo da evolução das espécies, na estimativa da ancestralidade, do sexo, da cor dos olhos e cabelo e da idade, auxiliando nos processos de identificação humana.

Publicado
2018-02-01