AVALIAÇÃO TOXICOLÓGICA DO FLAVANOIDE RUTINA NO SISTEMA REPRODUTOR DE RATOS WISTAR

  • Juliana Marques Raso Becho
  • Vera Maria Peters
  • Renato Marques Macedo
  • Leda Marília Fonseca Lucinda
  • Martha de Oliveira Guerra
Palavras-chave: Flavonoides. Rutina. Ratos. Epidídimo. Toxicidade.

Resumo

Introdução: A rutina é um flavonoide comumente encontrado na natureza que tem atividades antimitótica, vasoprotetora e anti-hiperlipidêmica Quando hidrolizada em quercetina, promove a inibição da motilidade do espermatozoide, alterações na próstata, e nos níveis da testosterona e dihidrotestosterona. Objetivo: Este estudo teve como objetivo avaliar a toxicidade da rutina em ratos Wistar. Métodos: Os animais foram divididos em: Controle (1 ml de água destilada), Tratado I, II e III, respectivamente recebendo 5, 10 e 20 mg/kg/dia de rutina por sete dias consecutivos. A eutanásia foi realizada depois de 10, 42 e 60 dias do experimento, seguiu-se o procedimento de laparotomia, em que removeu-se os testículos, próstata, vesícula seminal, epidídimo, fígado, baço e rins. A contagem dos espermatozoides removidos da cauda do epidídimo foi realizada, assim como testes hematológicos e bioquímicos. Resultados: Foi observada hepatomegalia, e no sistema reprodutor, o peso do epidídimo estava reduzido, não foi observado efeito em nenhum outro órgão estudado. Conclusão: Exceto pela redução do peso do epidídimo, que foi reversível após 42 dias de cessado o tratamento, não houve dados sugestivos de que a rutina tenha causado toxicidade no sistema reprodutor de ratos Wistar adultos.

Publicado
2016-05-12
Seção
Artigo Original