Tratamento de tumores neuroendócrinos por Medicina nuclear: revisão sistemática da eficácia E segurança do radio fármaco Dotatat E-177lu

  • Ana Flávia Esteves Costa
  • Bárbara Dornelas Jones
  • Isadora Artur Costa
  • Júlia Nogueira Rodrigues de Mello
  • Luiza Oliveira dos Santos
  • Priscilla Brunelli Pujatti
Palavras-chave: Tumores neuroendócrinos, DOTATAT E-177Lu, eficácia, segurança, lutécio-177.

Resumo

O DOTATAT E-177Lu e um análogo de somatostatina radiomarcado que guia a radioatividade para tumores neuroendócrinos (NETs) que superexpressam receptores de somatostatina (SSTRs), promovendo o seu tratamento por terapia radionuclidica receptor-especifica (PRRT). O objetivo deste trabalho foi avaliar a eficácia e a segurança da PRRT dos NETs com o DOTATAT E-177Lu, através de uma revisão sistemática da literatura. A PRRT com o DOTATAT E-177Lu foi eficaz no tratamento de NETs metastáticos ou inoperáveis que expressam SSTR tipo 2. Observou-se estabilização ou ate regressão da doença em 20 a 50 % dos casos. Já a prevalência de remissão total da doença, apesar de numericamente baixa, foi satisfatória, principalmente levando-se em conta o estagio avançado dos tumores. Os efeitos adversos mais comuns da PRRT foram toxicidade renal e hematológica. Apesar dos estudos evidenciarem a eficácia e a segurança da PRRT com o radio fármaco, essa terapia ainda e considerada em desenvolvimento.

Publicado
2014-12-15
Seção
Artigo de Revisão