Câncer de laringe: um olhar sobre a qualidade de vida

  • Cristina Tostes Vieira Maciel Universidade Federal de Juiz de Fora / Juiz de Fora - MG
  • Isabel Cristina Gonçalves Leite
  • Thaís Vidal Soares

Resumo

Introdução: os tumores de laringe representam 25% dos tumores de cabeça e pescoço e cerca de 2% de todos os cânceres no Brasil. No entanto, a evolução dos pacientes com câncer de laringe, após ser determinado o fim das possibilidades de cura e tratamento, é pouco conhecida. Atualmente, os estudos sobre a qualidade de vida desses pacientes têm alcançado grande destaque na literatura e na prática clínica. Esses estudos visam sugerir como desenvolver o tratamento para que haja uma menor repercussão dos sintomas do câncer e/ou como desenvolver o tratamento no desempenho diário do paciente. Objetivo: contribuir com os profissionais envolvidos na assistência a estes pacientes para que reflitam sobre os fatores que influenciam a qualidade de vida dos mesmos. Métodos: revisão bibliográfica sobre a qualidade de vida do paciente com câncer de laringe e aspectos epidemiológicos. Resultados: ultimamente, diversos instrumentos específicos foram criados com o objetivo de quantificar a qualidade de vida de portadores do câncer de cabeça e pescoço, avaliando esse aspecto durante ou após o tratamento, e refletindo a perspectiva do paciente frente ao tratamento, assim como, discutindo e expondo as possíveis fragilidades terapêuticas. Conclusões: é necessário, a fim de aumentar a eficácia desses instrumentos, que se conheça mais sobre a história natural da doença, sua epidemiologia, sintomas, tratamento e tempo de sobrevida após o diagnóstico, e assim sendo, os profissionais envolvidos no tratamento desse câncer podem contribuir ainda mais na recuperação da saúde do paciente.
Publicado
2011-11-07