Efeito do tratamento periodontal na condição do periodonto e na atividade inflamatória sistêmica em portadores de lúpus eritematoso sistêmico

  • Lígia de Araújo Ramos Sales Universidade Federal de Juiz de Fora / Juiz de Fora - MG
  • Maria das Graças Afonso de Miranda Chaves
  • Silvane Vassalo

Resumo

Introdução: O estudo foi desenvolvido com o objetivo de se avaliar o impacto do tratamento periodontal na condição do periodo e na atividade inflamatória sistêmica dos pacientes portadores de lúpus eritematoso sistêmico (LES) e de periodontite. Material e métodos: seis portadores de LES e de periodontite foram submetidos à raspagem periodontal, com avaliação da condição periodontal, dos níveis séricos de PCR e da atividade de doença do LES antes e após o procedimento odontológico. Resultados: Após o tratamento periodontal, houve um aumento estatisticamente significativo da porcentagem média de sítios periodontais com profundidades de sondagem menores do que 4 mm e uma redução da porcentagem de tais sítios com profundidades de sondagem entre 4 mm e 6 mm, com placa bacteriana visível e sangramento à sondagem. Os valores médios anteriores e posteriores  ao tratamento periodontal, referentes ao indicador sistêmico de atividade inflamatória PCR e à atividade de doença do LES, não apresentaram diferença estatisticamente significativa. Conclusões: Os dados observados no estudo sugerem que os portadores de LES respondem de forma adequada ao tratamento periodontal convencional. Além disso, tal tratamento realizado nos portadores de LES e de periodontite foi capaz de reduzir, em aproximadamente 30%, os níveis séricos de PCR. Esse dado sugere que a terapia periodontal atua sobre a resposta inflamatória sistêmica.
Publicado
2011-11-07