Avaliação Hematológica e Bioquímica em Ratas Prenhes Tratadas com Extrato de Ginkgo biloba

  • Andréia de Souza Silva Universidade Federal de Juiz de Fora / Juiz de Fora - MG
  • Eduardo Siqueira Fernandes
  • Rafael Moraes Pinto
  • João Evangelista de Paula Reis
  • Martha de Oliveira Guerra
  • Vera Maria Peters

Resumo

Introdução: O extrato de Gingko biloba (GBE) é um fitoterápico usado no tratamento de doenças degenerativas e em estudos recentes tem sido demonstrado efeito nefro e hepatoprotetor de seus componentes. Material e métodos: No presente estudo, 120 ratas Wistar prenhes foram distribuídas em dois grupos experimentais -GB15 e GB 21 - tratadas respectivamente, do primeiro ao oitavo dia da prenhez e do oitavo ao vigésimo dia com 0, 3,5; 7,0 ou 14mg/kg/dia de extrato aquoso de GBE, via gavagem. Os animais foram eutanaziados por exsanguinação total, sob anestesia, no 15º dia ou no 20º dia de prenhez. Os seguintes parâmetros foram avaliados no sangue coletado: eritrograma, leucograma, dosagens séricas de uréia, creatinina, ALT, AST, colesterol e triglicérides. Resultados: Não foram encontradas alterações significativas no padrão hematológico de ratas tratadas nos grupos GB15 e GB21. Em relação ao perfil bioquímico, o grupo GB15, tratado com as doses de 7 e 14mg/kg, evidenciou aumento dos níveis de colesterol e redução de ALT, uréia e creatinina. No grupo GB21, tratado com as mesmas doses, não se observou aumento de colesterol, mas sim de uréia, enquanto que ALT e creatinina reduziram-se da mesma maneira que no grupo GB15. Conclusões: Os resultados sugerem que o GBE não altera os padrões hematológicos, porém, no início da gestação aumenta os níveis de colesterol, enquanto que no final da gestação não altera o colesterol, porém aumenta a uréia e durante os dois períodos de gestação reduz creatinina e ALT, o que  parece confirmar os efeitos nefro e hepatoprotetor.
Publicado
2011-11-06