Programando O Software Imagej para a Seleção Automática de Áreas Marcadas Por Imuno-Histoquímica e Coradas com o Cromógeno DAB e Contra-Coradas pela Hematoxilina.

  • Roberto Sotto-Maior Fortes de Oliveira Universidade Federal de Juiz de Fora / Juiz de Fora - MG
  • Fabiana Aparecida Mayrink de Oliveira
  • Hélady Sanders Pinheiro

Resumo

Introdução: A quantificação dos parâmetros de imunomarcação na análise de imagens de imuno-histoquímica depende da adequada delimitação das regiões marcadas. Sendo a seleção destas regiões realizada manualmente ou através de métodos computacionais automáticos ou semi-automáticos.Objetivos: Viabilizar um método de seleção automática de áreas marcadas por imuno-histoquímica por meio do software ImageJ apresentando a programação envolvida e analisando quantitativamente as imagens.Métodos: Para a aplicação e avaliação da programação proposta neste trabalho foram utilizadas imagens de imuno-histoquímica para localização de alfa-actina de músculo liso (a-SMA) provenientes de estudo de modelo animal experimental de fibrose renal em ratos Wistar machos. Foram capturadas imagens de áreas distintas da região do córtex renal contendo regiões positivas coradas pelo 3,3'-Diaminobenzidina (DAB) em uma lâmina com imunomarcação extensa (n=10) e em outra lâmina com Imunomarcação focal (n=10) provenientes de dois animais. A contra-coloração foi feita com hematoxilina.Resultados: A diferença da extensão da imunomarcação foi qualitativamente evidente entre os dois grupos de imagens. As áreas reveladas pelo DAB nas lâminas dos animais I e II foram selecionadas automaticamente pelo programa, ajustadas pelo operador, e quantificadas apresentando fração de área ocupada de 23,48 ± 6,52% e de 0,10 ± 0,04% respectivamente, valores expressos em média ± desvio padrão com diferença estatística significativa (p < 0,0001).Conclusões: O software ImageJ mostrou-se adequado para a aplicação da seleção automática de áreas marcadas por imuno-histoquímica, embora a intervenção do operador tenha sido necessária para a correta identificação dos pontos de corte do "threshold", supervisionando a correta delimitação das áreas.


Publicado
2011-11-06