Utilização de células-tronco derivadas da medula óssea: terapia viável para doenças pulmonares obstru tivas crônicas?

  • Miquéias Lopes Pacheco
Palavras-chave: Células-tronco hematopoiéticas. Células-tronco mesenquimais. DPOC. Pulmão.

Resumo

Doenças pulmonares obstrutivas crônicas acarretam em redução na qualidade de vida dos portadores e altos gastos ao
sistema público de saúde. Na maioria dos casos, o tratamento destas enfermidades envolve apenas medidas paliativas, o
que as tornam grandes alvos de pesquisa com terapia celular. As células-tronco têm capacidade de se diferenciar em todos
os tecidos que compõem o organismo devido à plasticidade, e sua ação na regeneração tecidual é comprovada apesar do
mecanismo não estar totalmente elucidado. Células-tronco foram, em princípio, pesquisadas como panacéias para doenças
neurológicas, cardiovasculares e diabetes. Os resultados favoráveis à utilização dessa terapia nestes sistemas impulsionaram
pesquisas em doenças pulmonares obstrutivas crônicas, como enfisema, fibrose cística e fibrose pulmonar idiopática.
Publicado
2010-12-08