Remoção da Atividade Estrogênica por Carvão Ativado

Autores

Palavras-chave:

Desreguladores Endócrinos, Ensaio YES, Qualidade da Água

Resumo

Os Desreguladores Endócrinos (DE) fazem parte de uma classe de substâncias passíveis de causarem efeitos à saúde humana e de outros animais, mesmo em baixas concentrações. Diversos estudos conduzidos em matrizes ambientais já constataram a presença desses compostos em águas superficiais e em estações de tratamento de água. O tratamento de água convencional, método mais utilizado no país, possui limitações na remoção de alguns DE. Aliando-se a outras tecnologias, é possível promover a remoção dos DE. Assim, neste estudo, investigou-se o potencial do carvão ativado granular (CAG) como tecnologia     para a remoção da atividade estrogênica da água. Foi feita uma caracterização do CAG quanto ao Índice de Azul de Metileno, Número de Iodo e pH do Ponto de Carga Zero, além de análises físico-químicas da água, a qual foi dopada com uma mistura de desreguladores endócrinos (estrona, 17ẞ-estradiol, 17-α-etinilestradiol e 4-n-nonilfenol). Ensaios de adsorção em batelada foram realizados com a amostra, com concentrações pré-definidas da mistura de DE e massa de CAG. A atividade estrogênica das amostras foi quantificada após à extração em fase sólida e posterior bioensaio Yeast Estrogen Screen (YES). O carvão estudado apresentou deficiência em micro e mesoporos. Além disso, constatou-se aumento de turbidez com o aumento da massa de adsorvente empregado, mesmo após filtração da amostra. Houve maior remoção de atividade estrogênica proporcionalmente à adição de maiores quantidades de CAG. Conclui-se que o carvão ativado granular é capaz de remover a atividade estrogênica, contudo, é necessário buscar a otimização do sistema, ao usar menores quantidades de CAG para maiores taxas de remoção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Palermo Evangelista dos Santos, UFJF

Engenheira Ambiental e Sanitarista pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Bolsista do Programa Institucional Voluntário de Iniciação Científica (PROVOQUE); Voluntariado de Iniciação Científica (VIC), e do Programa de Bolsas de Iniciação Científica (BIC) da UFJF.

Lucas Martins Corrêa, UFJF

Aluno do programa VIC e do programa BIC da UFJF.

Pedro Antônio Alves Fernandes, UFJF

Aluno do programa VIC da UFJF e membro do Grupo de Educação Tutorial da Engenharia Ambiental e Sanitária (GET-ESA).

Marina Alonso Leite, UFJF

Aluna do programa VIC e do programa BIC da UFJF.

Mariana Vianna Filgueiras, UFJF

Aluna do programa VIC e do programa BIC da UFJF.

Nathacha Oliveira Pires, UFJF

Aluna do programa VIC e do programa BIC da UFJF.

Sue Ellen Costa Bottrel, UFJF

Professora coorientadora da UFJF.

Renata de Oliveira Pereira, UFJF

Professora orientadora da UFJF.

Referências

ABNT. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. MB-3410: Carvão Ativado Pulverizado – Determinação do Número de Iodo. Rio de Janeiro, 1991.

APHA; AWWA; WEF. Standard methods for the examination of water and wastewater. Washington, DC: WEF:1368 p. 2005

ASTM International. Standard Practice for Determination of Adsorptive Capacity of Activated Carbon by Aqueous Phase Isotherm Technique. 2008

AZEVEDO et al. Remoção de desreguladores endócrinos no tratamento de água. Revista DAE, São Paulo, v. 68, n. 226, p. 91-110, 2020. DOI: https://doi.org/10.36659/dae.2020.069.

BASTOS, R.K.X.; BEVILACQUA, P.D.; MIERZWA, J.C. Análise de Risco Aplicada ao Abastecimento de Água para Consumo Humano. In: PÁDUA, V.L.P. (Coord.) Remoção de microrganismos emergentes e microcontaminantes orgânicos no tratamento de água para consumo humano. Belo Horizonte: Ed. ABES, p. 327-360, 2009.

BILA, D. M. Degradação e remoção da atividade estrogênica do desregulador endócrino 17ẞ-estradiol pelo processo de ozonização. Tese de doutorado em Ciências em Engenharia Química. Universidade Federal do Rio de Janeiro, COPPE, Rio de Janeiro, 2005. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-40422007000300027.

BILA, D. M.; DEZOTTI, M. Desreguladores endócrinos no meio ambiente: efeitos e consequências. Química Nova, v. 30, p. 651-666, 2007. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-40422007000300027.

BOTTREL, S.E.C. Avaliação Da Remoção Da Etilenotiouréia (Etu) E 1,2,4-triazol Através De Processos Oxidativos Avançados E Adsorção. Dissertação de mestrado, em Saneamento, Meio Ambiente e Recursos Hídricos. Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2012. Disponível em: http://hdl.handle.net/1843/ENGD-92JPDP. Acesso em: 19 jan. 2021.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria de Consolidação Nº 5. Anexo XX de 28 de setembro de 2017. Dispõe sobre os procedimentos de controle e de vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 2017.

DI BERNARDO, L; DANTAS, A. D. Métodos e Técnicas de Tratamento de Água, 2ed. Editora Rima, 2005.

FILHO, F. M. T.; PASCHOALATO, C.F.P.R.; JUNIOR, R. P. Remoção De Clorofórmio Por Adsorção Em Carvão Ativado Granular. In: ABES. Congresso ABES FENASAN. 2017. Disponível em: http://abes.locaweb.com.br/XP/XP-EasyArtigos/Site/Uploads/Evento36/TrabalhosCompletosPDF/II-216.pdf. Acesso em: 22 jan. 2021.

GOMES, G.; FELIX, L.; ARGOLO, A.S.; BILA, D.M. Avaliação Da Atividade Estrogênica De Substância Simples E Misturas Pelo Ensaio YES (Yeast Estrogen Screen). In: ABES. Congresso ABES FENASAN. 2017. Disponível em: http://abes.locaweb.com.br/XP/XP-EasyArtigos/Site/Uploads/Evento36/TrabalhosCompletosPDF/VI-194.pdf. Acesso em: 21 jan. 2021.

LIBANIO, M. Fundamentos de Qualidade e Tratamento, 3d. Campinas: Ed. Átomo. 2010.

METCALF, L.; EDDY, H. P. Tratamento de efluentes e recuperação de recursos. 5. ed. Porto Alegre: AMGH, 2016.

NETO, J. M et al. O. Remoção da Atividade Estrogênica por Cloração. Princípia, v. 19, n. 2, p. 11, Juiz de Fora, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.34019/2179-3700.2019.v19.29920. Acesso em: 22 jan. 2021.

PAMPLONA-SILVA, M. T. et al. Estrogenic Compounds: Chemical Characteristics, Detection Methods, Biological and Environmental Effects. Water, Air and Soil Pollution, v. 229, p. 1-27, 2018. DOI: https://doi.org/10.1007/s11270-018-3796-z.

PEREIRA, R.O. Formação de subprodutos do estrona e 17β-estradiol na oxidação utilizando cloro e o ozônio em água. Tese de Doutorado em Engenharia Hidráulica e Saneamento. Universidade de São Paulo, USP. São Carlos, 2011. DOI: https://doi.org/10.11606/T.18.2011.tde-07042011-134759.

PIZA, A.V.T. Avaliação da Capacidade Adsortiva de Carvões Ativados para a Remoção de Diuron e Hexazinona. Dissertação de Pós-Graduação em Tecnologia Ambiental do Centro de Ciências Exatas Naturais e Tecnológicas da Universidade de Ribeirão Preto, Ribeirão Preto, 2008. Disponível em: http://tede.unaerp.br:8180//handle/tede/10. Acesso em: 20 jan. 2021.

RESENDE, T. C. et al. Estudo comparativo entre as concentrações de hormônios reportados em matrizes ambientais aquosas no Brasil e no exterior. Anais… 29 Congresso de Engenharia Sanitária e Ambiental Associação Brasileira de Engenharia Ambiental e Sanitária – Feira Nacional de Meio Ambiente. São Paulo, 2017. Disponível em: http://abes.locaweb.com.br/XP/XP-EasyArtigos/Site/Uploads/Evento36/TrabalhosCompletosPDF/I-357.pdf. Acesso em: 22 jan. 2021.

RODRIGUES, J. S. et al. Presença de fármacos e hormônios na água: uma análise cienciométrica. Research, Society and Development, v. 7, n. 6, p. 1-22, 2018. DOI: https://doi.org/10.17648/rsd-v7i6.240.

ROUTLEDGE, E. J.; SUMPTER, J. P. Estrogenic activity of surfactants and some of their degradation products assessed using a recombinant yeast screen. Environmental Toxicology and Chemistry, v. 15, n. 3, p. 241-248, 1996. DOI: https://doi.org/10.1002/etc.5620150303.

SNOEYINK, V. L.; SUMMERS, R.S. Adsorption of organic compounds. Cap. 13. Water Quality and Treatment: A Handbook of Community Water Supplies. (Ed. Letterman, R. D.). 5ª ed. McGraw Hill Education. 1999

USEPA - UNITED STATES ENVIRONMENTAL PROTECTION AGENCY. Contaminant Candidate List-4-CCL4. 2016. Disponível em: https://www.epa.gov/ccl/contaminant-candidate-list-4-ccl-4-0. Acesso em: 22 jan. 2021.

USEPA - UNITED STATES ENVIRONMENTAL PROTECTION AGENCY. Endocrine Disruption. Disponível em: https://www.epa.gov/endocrine-disruption. Acesso em: 21 jan. 2021.

Downloads

Publicado

2021-12-17

Como Citar

Palermo Evangelista dos Santos, J., Martins Corrêa, L., Alves Fernandes, P. A., Alonso Leite, M. ., Vianna Filgueiras, M., Oliveira Pires, N., Costa Bottrel, S. E., & de Oliveira Pereira, R. (2021). Remoção da Atividade Estrogênica por Carvão Ativado. Principia: Caminhos Da Iniciação Científica, 21, 11. Recuperado de https://periodicos.ufjf.br/index.php/principia/article/view/34073

Edição

Seção

Artigos originais - Engenharias e Ciência da Computação