Avaliação da atividade estrogênica em efluente da pecuária leiteira

  • Lorena Gotelip Costalonga
  • Nathacha Oliveira Pires
  • Thamara Resende Costa
  • Sue Ellen Costa Bottrel
  • João Monteiro Neto
  • Renata de Oliveira Pereira
  • Vanessa Romário de Paula
  • Marcelo Henrique Otênio
Palavras-chave: Bovinocultura, Estrogenicidade, Poluição, Reuso, Tratamento de efluentes

Resumo

A importância econômica da bovinocultura leiteira no Brasil tem atraído a comunidade científica no sentido de aprofundar os estudos sobre os sistemas de criação de gado em confinamento. Trata-se de um sistema amplamente difundido no meio rural e responsável pela geração de possíveis impactos, haja vista os elevados volumes de efluente com alta carga orgânica e de nutrientes, advindos da limpeza dos locais de confinamento. De matriz complexa, ainda é possível identificar no efluente a presença de micropoluentes orgânicos, como os desreguladores endócrinos (DE), advindos do manejo reprodutivo dos rebanhos. Nesse sentido, o presente trabalho busca caracterizar o afluente e o efluente da bovinocultura leiteira, tratado em biodigestor anaeróbio associado com um ciclo de recirculação. Também visa avaliar/quantificar a presença de atividade estrogênica atravésdo ensaio in vitroYeastEstrogenScreen (YES). O efluente em estudo é proveniente da fazenda  da  Embrapa  Gado  de  Leite,  localizada  em  Coronel  Pacheco  (MG),  a  qual trabalha com um sistema de produção de gado Girolandosemiconfinado. Após análises de amostras foi possível observar expressiva eficiência na redução de carga orgânica (65% de remoção de DQO e 89% de DBO) e baixa remoção de nutrientes. Os resultados evidenciaram  que  o  tratamento  não  foi  capaz  de  promover  a  remoção  da  atividade estrogênica no efluente.

Referências

ADEEL, M. et al. Environmental impact of estrogens on human animal and plant life: A critical review. Environment International, v. 99, p. 107–119, 2017.
AL-MASRI, M. R. Changes in biogas production due to different ratios of some animal and agricultural wastes. Bioresource Technology, v. 77, n. 1, p. 97-100, 2001.
AMERICAN PUBLIC HEALTH ASSOCIATION; AMERICAN WATER WORKS ASSOCIATION; WATER ENVIRONMENT FEDERATION. Standard methods for the examination of water and wastewater. 20. ed. Washington D.C., 2005.
ARNON, S. et al. Transport of testosterone and estrogen from dairy-farm waste lagoons to groundwater. Environmental Science Technology, v. 42, n. 15, p. 5521-5526, 2008.
BOND, T.; SEAR, D.; SYKES, T. Estimating the contribution of in-stream cattle faeces deposits to nutrient loading in an English Chalkstream. AgriculturalWater Management, v. 131, p. 156-162, 2014.
BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Conselho Nacional do Meio Ambiente. Resolução n. 430 de 13 de maio de 2011. Dispõe sobre as condições e padrões de lançamento de efluentes, complementa e altera a Resolução n. 357, de 17 de março de 2005, do Conselho Nacional do Meio Ambiente-CONAMA. Diário Oficial [da] RepúblicaFederativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF. Disponível em: .Acesso em: 16 nov. 2019.
CAMPOS, A. T. et al. Tratamento biológico aeróbio e reciclagem de dejetos de bovinos em sistema intensivo de produção de leite. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 26, n. 2, p. 426-438, mar./abr. 2002.
CAMPOS, C. M. M. et al. Development and operation of the up flow anaerobic sludge blanked reactor treating liquid effluent from swine manure in laboratory scale. RevistaCiências e Agroecologia, v. 30, p. 140-147, 2006.
DANIEL, R. T. Avaliação dos afluentes e efluentes em sistemas de biodigestores emescala real para a produção de biogás e biofertilizante a partir de dejetos da pecuária leiteira. 2015. Tese (Mestrado em Ciências e Tecnologia do Leite)–Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2015.
DOWNEY, N. E.; MOORE, J. F. Trichostrongylid contamination of pasture fertilized with cattle slurry. Veterinary Record, v. 101, n. 24, p. 487-488, 1977.
EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA (EMBRAPA). Anuário leite: indicadores, tendências e oportunidades para quem vive no setor leiteiro. Brasília: Embrapa Gado de Leite, 2018.
GOMES, R. L. et al. Fate of Conjugated Natural and Synthetic Steroid Estrogens in Crude Sewage and Activated Sludge Batch Studies. Environmental Science and Technology, v. 43, p. 3612-3618, 2009.
INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Censo Agropecuário 2017. Disponível em: . Acesso em: 20 jan. 2018.
LANGE, I.G. et al. Sex hormones originating from different livestock production systems: fate and potential disrupting activity in the environment. AnalyticaChimica Acta, v. 473, p. 27–37, 2002.
MATOS, A. T. Tratamento de Resíduos agroindustriais. Apostila do curso sobre tratamento de resíduos agroindustriais. Fundação Estadual do Meio Ambiente,Universidade Federal de Viçosa, 2005.
QUEIROZ, F. M. et al. Características químicas do solo e absorção de nutrientes por gramíneas em rampas de tratamento de águas residuárias da suinocultura. RevistaEngenharia na Agricultura, Viçosa, MG, v. 12, n. 2, p. 77-90, 2004.
RESENDE, T. C. et al. Estudo comparativo entre as concentrações de hormônios reportados em matrizes ambientais aquosas no Brasil e no exterior. In: CONGRESSO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL. Anais 2017 São Paulo, 2017.
ROUTLEDGE, E. J.; SUMPTER, J. P. Estrogenic activity of surfactants and some of their degradation products assessed using a recombinant yeast screen. EnvironmentalToxicology and Chemistry, v. 15, n. 3, p. 241-248, 1996.
SHORE, L. S.; GUREVITZ, M.; SHEMESH, M. Estrogen as an environmental pollutant. Bulletinof Environmental ContaminationandToxicology, v. 51, n. 3, p. 361-366,1993.
SILVA, G. G. M. Avaliação da qualidade de águas superficiais e de sedimentos quanto à toxicidade e atividade estrogênica. 2015. Tese (Mestrado em Engenharia Ambiental) – Universidade Estadual do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2015.
SOTO, A.M. et al. Androgenic and estrogenic activity in water bodies receiving cattle feedlot effluent in eastern Nebraska, USA. Environmental Health Perspectives, v. 112, n. 3, p. 346, 2004.
TIETZ, C. M. et al. Influência da temperatura na produção de biogás a partir de dejetos da bovinocultura de leite. Revista Brasileira de Energias Renováveis, v. 3, n. 2, 2014.
ZHENG, W. et al. Anaerobic transformation kinetics and mechanism of steroid estrogenic hormones in dairy lagoon water. Environmental Science & Technology, v. 46, n. 10, p. 5471-5478, 2012.
Publicado
2020-03-09
Como Citar
Costalonga, L. G., Pires, N. O., Costa, T. R., Bottrel, S. E. C., Monteiro Neto, J., Pereira, R. de O., de Paula, V. R., & Otênio, M. H. (2020). Avaliação da atividade estrogênica em efluente da pecuária leiteira. Principia: Caminhos Da Iniciação Científica, 19(2), 12. https://doi.org/10.34019/2179-3700.2019.v19.29921
Seção
Artigos originais - Engenharias e Ciência da Computação