Adaptação transcultural e análise de equivalências da Male Body Attitudes Scale – Revised (MBAS-R) e do Muscle Dysmorphic Disorder Inventory (MDDI) para jovens adultos brasileiros

  • Maurício Almeida
  • Vivianny Maria Gonçalves Moura Gomes
  • Pedro Henrique Berbert de Carvalho
Palavras-chave: Imagem corporal, Dismorfia muscular, Homens, Tradução, Estudos de validação

Resumo

Há uma carência de instrumentos válidos e confiáveis para avaliação da insatisfação com a imagem corporal, bem como sinais e sintomas de dismorfia muscular, em jovens adultos brasileiros. O objetivo deste estudo foi descrever o processo de adaptação transcultural e a análise de equivalências da Male Body Attitudes Scale – Revised (MBAS-R) e do Muscle Dysmorphic Disorder Inventory (MDDI) para língua portuguesa (Brasil). Seguiram-se as seguintes etapas metodológicas: 1) tradução; 2) síntese de tradução; 3) retrotradução; 4) comitê de especialistas para elaborar a versão pré-teste; 5) avaliação do pré-teste por especialistas e por uma amostra representativa da população-alvo; e 6) análise de consistência interna. Os instrumentos (MBAS-R e MDDI) foram traduzidos e adaptados mantendo a quantidade original de itens. Foram realizados ajustes semânticos, idiomáticos e culturais. Após estes, ambos os instrumentos foram considerados de fácil compreensão pelos especialistas e pela população-alvo. Os valores de consistência interna (avaliados por meio do coeficiente α de Cronbach) foram considerados satisfatórios (MBAS-R = 0,82 e MDDI = 0,78). Dessa maneira, os dois instrumentos encontram-se traduzidos e adaptados para população de jovens adultos brasileiros, com evidências de equivalências entre a versão original e a brasileira, que apresenta ainda adequada compreensão e consistência interna. Entretanto, torna-se necessário, para ambas as medidas, a análise de evidência de validade e confiabilidade.

Referências

AMARAL, A. C. S. et al. Equivalência semântica e avaliação da consistência interna da versão em português do Sociocultural Attitudes Towards Appearance Questionnaire-3 (SATAQ-3). Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 27, n. 8, p. 1487-1497, ago. 2011.
AMERICAN PSYCHIATRIC ASSOCIATION. Manual diagnóstico e estatístico de transtornos mentais, DSM-5. Porto Alegre: Artmed, 2014.
BEATON, D. E. et al. Guidelines for the process of cross-cultural adaptation of self-report measures. Spine, Philadelphia, v. 25, n. 24, p. 3186-3191, dez. 2000.
CAFRI, G. et al. Pursuit of the muscular ideal: Physical and psychological consequences and putative risk factors. Clinical Psychology Review, New York, v. 25, n. 2, p. 215-239, fev. 2005.
CARVALHO, P. H. B. de; ALVARENGA, M. dos S.; FERREIRA, M. E. C. An etiological model of disordered eating behaviors among Brazilian women. Appetite, London, v. 116, p. 164-172, set. 2017.
CARVALHO, P. H. B. de. et al. Equivalências conceitual, semântica e instrumental: análises preliminares da versão em português (Brasil) da Male Body Dissatisfaction Scale (MBDS). Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 29, n. 2, p. 403-409, fev. 2013.
CARVALHO, P. H. B. de; FERREIRA, M. E. C. Imagem corporal em homens: instrumentos avaliativos. Psicologia: Teoria e Pesquisa, Brasília, v. 30, n. 3, p. 277-285, jun./set. 2014.
CONTI, M. A. et al. Validity and reproducibility of Escala de Evaluación da Insatisfación Corporal para Adolescentes. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 43, n. 3, p. 515-524, mai./jun. 2009.
FERREIRA, C. et al. Estudo da estrutura fatorial e das qualidades psicométricas da versão portuguesa da Male Body Attitudes Scale-Revised. Revista Portuguesa de Investigação Comportamental e Social, v. 4, n. 2, p. 16-24, set. 2018.
GUILLEMIN, F.; BOMBARDIER, C.; BEATON, D. Cross-cultural adaptation of health-related quality of life measures: literature review and proposed guidelines. Journal of Clinical Epidemiology, New York, v. 46, n. 12, p. 1417-1432, dez. 1993.
HERDMAN, M.; FOX-RUSHBY, J.; BADIA, X. A model of equivalence in the cultural adaptation of HRQoL instruments: the universalist approach. Quality of Life Research, Oxford, v. 7, n. 4, p. 323-335, maio 1998.
HILDEBRANDT, T.; LANGENBUCHER, J.; SCHLUNDT, D. G. Muscularity concerns among men: Development of attitudinal and perceptual measures. Body Image, New York, v. 1, n. 2, p. 169-181, maio 2004.
HOFFMANN, S.; WARSCHBURGER, P. Prospective relations among internalization of beauty ideals, body image concerns, and body change behaviors: Considering thinness and muscularity. Body Image, New York, v. 28, p. 159-167, mar. 2019.
LAWSHE, C. H. A quantitative approach to content validity. Personnel Psychology, v. 28, n. 4, p. 563-575, 1975.
MELLO, G. T.; FIAMONCINI, R. L. Dismorfia muscular em praticantes de musculação – revisão sistemática. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, São Paulo, v. 6, n. 36, p. 4, nov./dez. 2012.
MITCHELL, L. et al. Muscle dysmorphia symptomatology and associated psychological features in bodybuilders and non-bodybuilder resistance trainers: A systematic review and meta-analysis. Sports Medicine, Auckland, v. 47, n. 2, p. 233-259, fev. 2017.
MURRAY, S. B. et al. A comparison of eating, exercise, shape, and weight related symptomatology in males with muscle dysmorphia and anorexia nervosa. Body Image, New York, v. 9, n. 2, p. 193-200, mar. 2012.
MURRAY, S. B. et al. The enigma of male eating disorders: A critical review and synthesis. Clinical Psychology Review, New York, v. 57, p. 1-11, nov. 2017.
OLIVARDIA, R. et al. Biceps and body image: the relationship between muscularity and self-esteem, depression, and eating disorder symptoms. Psychology of Men & Masculinity, v. 5, n. 2, p. 112, jul. 2004.
POPE J. R. et al. Muscle dysmorphia: An underrecognized form of body dysmorphic disorder. Psychosomatics, Washington, v. 38, n. 6, p. 548-557, nov./dez. 1997.
RYAN, T. A. et al. Psychometric properties of the Revised Male Body Attitudes Scale among Irish men. Body Image, New York, v. 8, n. 1, p. 64-69, jan. 2011.
SILVA, D. A. S. et al. Prevalence and associated factors with body image dissatisfaction among adults in southern Brazil: a population-based study. Body Image, New York, v. 8, n. 4, p. 427-431, set. 2011.
SWAMI, V.; BARRON, D. Translation and validation of body image instruments: Challenges, good practice guidelines, and reporting recommendations for test adaptation. Body Image, New York, In Press, 2018.
SWAMI, V. et al. The attractive female body weight and female body dissatisfaction in 26 countries across 10 world regions: Results of the International Body Project I. Personality and Social Psychology Bulletin, v. 36, n. 3, p. 309-325, mar. 2010.
Publicado
2020-03-09
Como Citar
Almeida, M., Gomes, V. M. G. M., & de Carvalho, P. H. B. (2020). Adaptação transcultural e análise de equivalências da Male Body Attitudes Scale – Revised (MBAS-R) e do Muscle Dysmorphic Disorder Inventory (MDDI) para jovens adultos brasileiros. Principia: Caminhos Da Iniciação Científica, 19(2), 11. https://doi.org/10.34019/2179-3700.2019.v19.29914
Seção
Artigos originais - Ciências da Saúde