Busca de novas drogas antimicrobianas a partir de vegetais

  • Maria Lúcia Morcef Bouzada Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Rodrigo Luiz Fabri Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Gizele Garcia Duarte Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Elita Scio Universidade Federal de Juiz de Fora

Resumo

Como parte de um programa que visa o descobrimento de produtos naturais bioativos, 48 extratos metanólicos provenientes de 41 plantas medicinais utilizadas tradicionalmente no Brasil, a maioria delas para o tratamento de doenças associadas a microorganismos, foram avaliadas quanto a sua atividade antibacteriana. O método de difusão em ágar foi utilizado para Staphylococcus aureus, Pseudomonas aeruginosa, Salmonella enterica sorovar typhimurium, Shigella sonnei, Klebsiella pneumoniae, Escherichia coli, Bacillus cereus. Análise fitoquímica dos extratos para a identificação dos principais grupos de fitoconstituintes também foi relatada. Todos os extratos apresentaram atividade antibacteriana contra B.cereus e P. aeruginosa. A maior zona de inibição foi observada para Mitracarpus frigidus. A análise fitoquímica dos extratos demonstrou a presença de fitoconstituintes como taninos, cumarinas, flavonóides, saponinas e alcalóides. Os resultados são promissores visto que todas as plantas selecionadas parecem possuir substâncias antibacterianas. Isto reforça o conceito de que a investigação etnobotânica de plantas pode revelar um número substancial de respostas positivas em ensaios de triagem realizados in vitro.
Publicado
2018-07-04
Como Citar
Bouzada, M. L. M., Fabri, R. L., Duarte, G. G., & Scio, E. (2018). Busca de novas drogas antimicrobianas a partir de vegetais. Principia: Caminhos Da Iniciação Científica, 11. https://doi.org/10.34019/2179-3700.2007.v11.25541
Seção
Artigos