Complexos supramoleculares: interação entre o ácido esquárico e bases nitrogenadas

  • Elgte Elmin Borges de Paula Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Renata Diniz Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Luiz Fernando Cappa de Oliveira Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Flávia Cavalieri Machado Universidade Federal de Juiz de Fora

Resumo

Este trabalho envolve o estudo de sistemas moleculares baseados na transferência de prótons de um centro doador para um centro receptor. Foram utilizados os ligantes nitrogenados derivados piridínicos: 2,3,5,6-tetraquis(- piridil)pirazina(TPP) e 4,4’-dimetil-2,2”-bipiridina(MBP), bem como o ácido esquárico (AES) de fórmula H2C4O4 que pertence a uma classe de compostos denominados oxocarbonos. O complexo molecular AES/TPP foi sintetizado por difusão de uma solução aquosa contendo AES sobre solução etanólica contendo o ligante TPP o que deu origem à cristais de coloração alaranjada com rendimento de 77 %. Já o complexo AES/MBP foi obtido através de agitação de ambos os ligantes previamente solubilizados em H2O e metanol, respectivamente, o que deu origem à cristais amarelos com rendimento de 22 %. Os resultados obtidos por espectroscopia vibracional, IV e Raman, sugerem a formação de um sistema com transferência de prótons através de bandas em torno de 2440-2530 cm-1 atribuídas à vibração (N-H...O) + (O-H...O), em 1800 cm-1 atribuída ao (C-O) e na região de 1635 cm-1 referente à (N-H). Através dos dados obtidos por difração de raios X de monocristal foi comprovada a presença da interação (N-H...O) em ambos os complexos, sendo que no AES/MBP houve dimerização do AES e apenas um nitrogênio do ligante MBP foi protonado. Por sua vez, no complexo AES/TPP o ligante TPP se conecta pelo modo bis-tridentado, havendo formação de dímero do AES por ligação de hidrogênio além de uma unidade de AES totalmente desprotonada formando ligação de hidrogênio com o ligante TPP.
Publicado
2018-07-04
Seção
Artigos