Política curricular em Juiz de Fora: o que professores da rede estadual de ensino têm a nos dizer sobre teoria e prática

  • Beatriz de Basto Teixeira Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Carolina Ilidia Soares de Faria Universidade Federal de Minas Gerais
  • Daniele Freitas de Araújo Instituto Universitário de Pesquisa do Rio de Janeiro
  • Patrícia Werneck Silva de Oliveira Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Rafaela Reis Azevedo de Oliveira Universidade Federal de Juiz de Fora

Resumo

O presente trabalho apresenta resultados finais da pesquisa PCN do Ensino Fundamental: teoria e prática do currículo na rede estadual de Juiz de Fora realizada entre agosto de 2004 e junho de 2006. A pesquisa pretendeu verificar se professores do ensino fundamental se apropriaram das orientações contidas nos Parâmetros Curriculares Nacionais, se as utilizavam e como. A técnica de pesquisa empregada foi o survey dirigido aos professores da rede estadual de ensino de Minas Gerais, em Juiz de Fora. Foram coletados dados sobre o perfil do professor, a rotina de reuniões da escola, o envolvimento dos docentes com os PCN e sua possível adoção na disciplina ministrada por eles. Uma ficha buscava dados sobre o perfil das instituições de ensino pesquisadas, de modo a conhecer aspectos diversos do ambiente escolar que poderiam ter influência sobre o currículo. Resultou da pesquisa a observação de que os professores não utilizam as orientações dos PCN de maneira sistemática; conheceram-nas em função de concursos públicos ou cursos de formação mais recentes. Destaca-se a indicação de que o investimento na formação docente é importante para que os PCN possam ser utilizados de maneira criativa pelos docentes.
Publicado
2018-07-04
Seção
Artigos