Avaliação do perfil TH1XTH2 na co-infecção com Strongyloides venezuelensis e Mycobacterium bovis em camundongos BALB/c

  • Alyria Teixeira Dias Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Livia Leite Alves Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Natália de Andrade Gomes Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Juliana da Silva Brandi Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Aline dos Santos Silva Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Michele Alves Vicentini Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Ana Maria do Carmo Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Caio César de Souza Alves Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Adriana Fernandes Universidade Federal de Minas Gerais
  • Deborah Aparecida Negrão-Corrêa Universidade Federal de Minas Gerais
  • Maria Aparecida de Souza Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Henrique Couto Teixeira Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Ana Paula Ferreira Universidade Federal de Juiz de Fora

Resumo

Este estudo avaliou o perfil Th1XTh2, na co-infecção com Strongyloides venezuelensis (SV) e M. bovis (MB) em camundongos BALB/c, através da produção de IFN-g e IL-10 por células esplênicas, estimuladas in vitro com o antígeno da larva L3 do S. venezuelensis (AgSV). Foi também avaliada a expressão dos marcadores celulares CD80, CD86, CTLA-4, CD28 e CD25, expressas por células esplênicas dos animais, sete e dez dias após a infecção com o SV. A produção de IFN-g aumentou no 10o dia e a produção de IL-10 diminuiu nos 7o e 10o dias da(s) infecção(ões), quando comparou-se o grupo MBXSV com o grupo SV. Observou-se aumento da expressão de CD80 e CD86 no grupo MBXSV, no 7o dia e diminuição no 10o dia após a(s) infecção(ões) em relação ao grupo SV. Houve diminuição na expressão de CD28 e CTLA-4 nos dois pontos das infecções no grupo co-infectado e, também, diminuição da expressão do marcador CD25 no grupo coinfectado no 7o dia após a infecção. Os resultados sugerem a reg ulação do perfil Th2 em resposta ao S. venezuelensis, através do aumento do perfil Th1 induzido pelo M. bovis, com aumento de IFN-g e diminuição de IL-10 e expressão das moléculas CD80, CD86, CD28, CTLA-4 e CD25 por células esplênicas.
Publicado
2018-07-04
Seção
Artigos