Determinação da dimensão fractal de redes de drenagem de bacias hidrográficas: estudo de caso

  • Luísa Santana Marques Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Samanta Ferreira Bortoni Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Maria Helena Rodrigues Gomes Universidade Federal de Juiz de Fora

Resumo

O presente trabalho analisa diferentes métodos existentes para o cálculo da dimensão fractal da Bacia Hidrográfica do Ribeirão Marmelo. Difundido por Mandelbrot (1977), o conceito de fractais tem o intuito de estimar o grau de complexidade, auto‑afinidade e auto-similaridade de objetos que estão associados a elementos da natureza que não se enquadram na geometria Euclideana clássica. A avaliação de características geomorfológicas de uma bacia hidrográfica, através de conhecimentos de geometria fractal e conceitos de hidrologia, constitui um elemento de grande importância, já que está ligada ao comportamento hidrológico da rede de drenagem. O estudo da fractalidade da bacia hidrográfica do Ribeirão Marmelo foi realizado através do manuseio de mapa do IBGE, com o auxílio de réguas, compassos e planímetros a partir de quatro métodos: Razões de Horton, Método da Distribuição da Probabilidade de Excedência do Comprimento
de Canais, Método do Box‑Counting e Método de Richardson. Os resultados obtidos foram pertinentes ao limiar da faixa de valores encontrados na literatura, concluindo-se assim que redes de drenagem podem ser vistas como objetos fractais.
Publicado
2018-05-03
Seção
Editorial