As construções de quantificação indefinida no Português do Brasil

  • Davidson dos Santos Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Tatiane Silva Tavares Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Élida Ramos Costa Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Fátima Bittar Oliveira e Souza Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Thais Fernandes Sampaio Universidade Federal de Juiz de Fora

Resumo

Tendo como pilares teóricos a Semântica de Frames (FILLMORE, 1982) e a Gramática das Construções (GOLDBERG, 1995), este projeto tem por objeto a Construção de Quantificação Indefinida com Determinantes Polilexêmicos no PB; uma construção que pode ser ilustrada por instanciações do tipo: uma enxurrada de críticas, um mar de problemas, uma floresta de pincéis, uma enchente de mentiras, uma galáxia de gênios. A estrutura dessa Construção pode ser assim esquematizada: UM(A) N1 DE N2; sendo N1 o núcleo da construção e N2 o objeto quantificado. Este projeto é desenvolvido no âmbito da FrameNet Brasil, que vem construindo (desde 2007) uma fonte de pesquisa lexical para o Português do Brasil (PB) baseada em frames e sustentada por evidências de corpus. Uma das frentes de trabalho da FN-Br é a implementação de um Constructicon, que seria, simplificadamente, um repertório de construções do PB. Pretende-se, portanto, que a rede de Construções de Quantificação Indefinida possa ser incluída nesse repertório, a partir da pesquisa em curso.
Publicado
2018-05-03
Seção
Editorial