TRAJETÓRIAS DE UMA PESQUISA DE POLÍTICA DE FORMAÇÃO DOCENTE

  • Luciana Castro

Resumo

A formação docente é pauta nas discussões do cenário político e educacional, vista como estratégia para a promoção da qualidade do ensino.  Contudo, a vivência de uma formação inicial capaz de permitir aos professores construírem uma base de conhecimentos sólidos para realizarem a tarefa de ensinar ainda é um desafio. Desse modo, a formação continuada perde a potencialidade de ser indutora de elementos reflexivos que possibilitam aos professores analisarem suas ações cotidianas, indagarem sobre suas possibilidades de intervenção, examinarem as razões do que se passa na sala de aula, o que implica no enfraquecimento de sua condição para melhorias na educação. Nesse contexto que indica a necessidade da reconfiguração do processo formativo, importante fomentar a discussão no campo de políticas de formação. Com base nesse entendimento, realizou-se uma pesquisa que buscou o diálogo com os formadores que atuaram em um dos polos do maior programa de formação continuada realizado na realidade brasileira, a saber, o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC). Neste trabalho serão delineados os percursos da realização do estudo tendo em vista apresentar contribuições para o campo da pesquisa em políticas de formação de formação docente.

 

Palavras-chave: Política de Formação Docente; PNAIC; Melhoria das Práticas Pedagógicas.

Biografia do Autor

Luciana Castro

Professora da Rede Municipal de Ensino de Juiz de Fora e doutora em Educação.

Publicado
2021-01-12