PERCEPÇÕES DOS RESIDENTES SOBRE A CONTRIBUIÇÃO DO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA NA FORMAÇÃO DOCENTE

  • Dedilene Alves de Jesus Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG)/Barbacena

Resumo

A formação inicial docente tem requerido especial atenção diante das demandas educacionais contemporâneas. A Política Nacional de Formação de Professores é estabelecida como uma resposta a essas demandas, estabelecendo diretrizes para uma política pública de formação docente que consiga “resolver” o entrave na aliança teoria-prática nos cursos de licenciatura. Nessa perspectiva, diante da realização do programa-piloto de Residência Pedagógica proposto pela CAPES em 2018, objetivamos apresentar alguns resultados que demonstrem as percepções de um grupo de envolvidos no programa, os residentes. A partir das considerações feitas no relatório final, documento requerido como comprovação de cumprimento das atividades. Para analisar esses dados, fizemos uso do programa Iramuteq (análise de similitude e elaboração de nuvem de palavras), além da análise do discurso a partir de pressupostos linguísticos.

Palavras-chave: Programa de Residência Pedagógica. Formação docente. Aliança teoria-prática.

Biografia do Autor

Dedilene Alves de Jesus, Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG)/Barbacena

Professora da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG)/Barbacena. Docente orientadora do Programa
Residência Pedagógica/UEMG. 

Publicado
2020-08-06