Análise de estabilidade no desempenho de jovens nadadores de nado livre entre 2007-2010

  • Lígia Cerceaux Linhares Laboratório de Atividades Aquáticas, Departamento de Educação Física, Escola de Educação Física da Universidade Federal de Ouro Preto
  • Francisco Zacaron Werneck Laboratório de Estudos e Pesquisas do Exercício e Esporte, Departamento de Educação Física, Escola de Educação Física da Universidade Federal de Ouro Preto
  • Géssyca Tolomeu de Oliveira Laboratório de Atividades Aquáticas, Departamento de Educação Física, Escola de Educação Física da Universidade Federal de Ouro Preto
  • Emerson Filipino Coelho Laboratório de Estudos e Pesquisas do Exercício e Esporte, Departamento de Educação Física, Escola de Educação Física da Universidade Federal de Ouro Preto
  • Renato Melo Ferreira Laboratório de Atividades Aquáticas, Departamento de Educação Física, Escola de Educação Física da Universidade Federal de Ouro Preto
Palavras-chave: Atletas, Eficiência, Natação

Resumo

Introdução:A análise de estabilidade na natação pode ser conduzida em todos os momentos da carreira do atleta, possibilitando elucidar uma melhora contínua ou o momento que se atinge um platô nos resultados de uma prova. Objetivo: Analisar a estabilidade do desempenho de nadadores de nado livre durante 4 anos.Material e Métodos: Estudo de caráter quantitativo e levantamento histórico. Os dados foram obtidos das provas de 50m, 100m e 200m livre do site da Federação Aquática Mineira. Participaram da amostra 78 nadadores (50m = 52; 100m = 19; 200m = 7) ao longo dos anos de 2007 a 2010. Foram realizadas a análise por meio da estabilidade da média, coeficiente de correlação intraclasse (CCI), e estabilidade normativa, analisada pelo coeficiente de correlação de Pearson (r), além da análise da variação no desempenho, ANOVA de medidas repetidas e reportada a variação relativa no desempenho (∆%) entre as temporadas.Resultados:Apresentam uma melhora no desempenho dos nadadores ao longo do tempo (13,3% - 50m; 13,6% - 100m e 15,4% - 200m) e a estabilidade ao longo da temporada 2007-2010 expressa pelo CCI foi elevada: 0,90 (IC95%: 0,66 – 0,96) nos 50m; 0,81 (IC95%: 0,34 – 0,94) nos 100m; 0,83 (IC95%: 0,38 – 0,97) nos 200m. Conclusão:A maioria dos atletas mantiveram melhora nos resultados em todas as distâncias.

Referências

Lätt E, Jürimäe K, Cicchella A, Purge P, Jürimäe T. Physical development and swimming performance during biological maturation in young female swimmers. Coll Antropol. 2009; 33(1):117-22.

Maglischo EW. Nadando o mais rápido possível. Barueri: Manole; 2010.

Costa MJ, Bragada JA, Marinho DA, Reis VM, Silva AJ, Barbosa TM. Longitudinal assesment of swimming performance in the 200-m freestyle event. Open Sports Sci J. 2010; 3(1):92-4. doi: 10.2174/1875399X010030100092.

Colwin CM. Nadando para o século XXI. São Paulo: Manole; 2000.

Costa MJ, Bragada JA, Marinho DA, Lopes VP, Silva AJ, Barbosa TM. Longitudinal study in male swimmers: a hierachical modeling of energetics and biomechanical contributions for performance. J Sports Sci Med. 2013; 12(4):614-22.

Fernandes R, Barbosa T, Vilas-Boas JP. Fatores cinentropométricos determinantes em natação pura desportiva. Rev Bras Cinentropom Desempenho Hum. 2005; 7(1):30-4.

Lätt E, Jürimäe J, Haljaste K, Cicchella A, Purge P, Jürimäe T. Longitudinal development of physical and performance parameters during biological maturation of young male swimmers. Percept Mot Skills. 2009; 108(1):297-307.

Caputo F, Oliveira MFM, Denadai BS, Greco CC. Fatores intrínsecos do custo energético da locomoção durante a natação. Rev Bras Med Esporte. 2006; 12(6):399-404. doi: 10.1590/S1517-86922006000600019.

Samulski DM. Psicologia do esporte: manual para a educação física, psicologia e fisioterapia. São Paulo: Monole; 2009.

Ferreira RM, Penna EM, Costa VT, Moraes LCCA. Nadadores medalhistas olímpicos: contexto do desenvolvimento brasileiro. Motriz. 2012; 18(1):130-42.

Souza MC, Forjaz CLM, Eisenmann J, Maia JAR. A noção de tracking e sua aplicação à Educação Física e ao Esporte. Rev Bras Cineantropom Desempenho Hum. 2015; 17(3):337-46.

Stewart AM, Hopkins WG. Consistency of swimming performance within and between competitions. Med Sci Sports Exerc. 2000; 32(1):997-1001.

Malina RM. Physical growth and biological maturation of young athletes. Exerc Sport Sci Rev. 1994; 22(1):389-433

Barreiros A, Côté J, Fonseca AM. From early to adult success: Analysing athletes’ progression in national squads. Eur J Sport Sci. 2014; 14(1):S178-182. Doi: 10.1080/17461391.2012.671368

Moesch K, Elbe A, Wikman JM. Late specialization: the key in centimeters, grams, or seconds (cgs) sports. Scand J Med Sci Sports. 2011; 21(6):282-90.

Dormehl SJ, Robertson SJ, Williams CA. How confident can we be in modelling female swimming performance in adolescence? Sports (Basel). 2016; 4(1):16. doi:10.3390/sports4010016.

Dormehl SJ, Robertson SJ, Williams CA. Modelling the Progression of Male Swimmers' Performances through Adolescence. Sports (Basel). 2016; 4(1):2 doi: 10.3390/sports4010002.

Trewin CB, Hopkins WG, Pyne DB. Relationship between world-ranking and Olympic performance of swimmers. J Sports Sci. 2004; 22(4):339-45.

Costa MJ, Marinho DA, Reis VM, Silva AJ, Marques MC, Bragada JA, Barbosa TM. Tracking the performance of world-ranked swimmers. J Sports Sci Med. 2010; 9(3):411-7.

Pyne DB, Trewin CB, Hopkins WG. Progression and variabilty of competitive performance of Olympic swimmers. J Sports Sci. 2004; 22(7):613-20.

Malina RM. Adherence to physical activity from childhood to adulthood: a perspective from tracking studies. Quest. 2001; 53(3):346-55.

Ferguson CJ. An effect size primer: A guide for clinicians and researchers. Prof. Psychol: Res. Pract. 2009; 40(5):532-8.

Santos DS, Medeiros AGA. O discurso midiático e as representações sociais do esporte: o atleta como modelo de comportamento. Pensar a Prát. 2009; 12(3):1-11.

Costa MJ, Marinho DA, Bragada JA, Silva AJ, Barbosa TM. Stability of elite freestyle performance from childhood to adulthood. J Sports Sci. 2011; 29(11):1183-9.

Publicado
2020-07-28
Como Citar
1.
Cerceaux Linhares L, Zacaron Werneck F, Tolomeu de Oliveira G, Filipino Coelho E, Melo Ferreira R. Análise de estabilidade no desempenho de jovens nadadores de nado livre entre 2007-2010. hu rev [Internet]. 28º de julho de 2020 [citado 25º de outubro de 2020];460:1-. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/29307
Seção
Artigos Originais