Necessidades humanas básicas afetadas em pacientes oncológicos: revisão integrativa da literatura

Autores

  • Igor Guerra Cheloni Pós-Graduação em Ciências da Saúde, Universidade Federal de Viçosa
  • José Victor Soares da Silva Departamento de Medicina e Enfermagem, Universidade Federal de Viçosa https://orcid.org/0000-0003-1265-6691
  • Cristiane Chaves de Souza Departamento de Medicina e Enfermagem, Universidade Federal de Viçosa

DOI:

https://doi.org/10.34019/1982-8047.2020.v46.29242

Palavras-chave:

Quimioterapia, Processo de enfermagem, Assistência Ambulatorial

Resumo

Introdução: A enfermagem é uma ciência cujo cuidado tem como referencial metodológico o processo de enfermagem. Este é estruturado em cinco etapas, sendo a primeira delas a coleta de dados. Nesta etapa se identificam os problemas reais ou potenciais passíveis de intervenção do enfermeiro. Objetivo: Identificar as produções científicas existentes sobre os sinais e sintomas que indicam alterações nas necessidades humanas em pacientes oncológicos submetidos à quimioterapia ambulatorial. Material e Métodos: Estudos descritivos de revisão integrativa da literatura. Foram incluídos artigos publicados na literatura nacional e internacional cujo foco tenha sido o estudo da construção e validação de instrumentos de coleta de dados para enfermagem. Resultados: Fizeram parte da amostra final do estudo 21 publicações de um total de 3.039. Foram identificados 107 indicadores empíricos que representam os sinais e sintomas que indicam alterações nas necessidades humanas básicas em pacientes submetidos ao tratamento oncológico. Destes, 64 (59,81%) referiam-se a indicadores de avaliação das necessidades psicobiológicas, 40 (37,38%) a indicadores de avaliação das necessidades psicossociais, e 3 (2,81%) a indicadores de avaliação das necessidades psicoespirituais. Conclusão: A identificação destes indicadores servirá de arcabouço para a construção de um instrumento de coleta de dados de enfermagem. Espera-se que a utilização do instrumento permita ao enfermeiro avaliar as necessidades do paciente oncológico em terapia antineoplásica ambulatorial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Souza MAR, Wall ML, Chaves ACM, Lima DM, Santos BA. Poder vital e o legado de florence nightingale no processo saúdedoença: revisão integrativa. Rev Pesqui Cuid é Fundam Online. 2017; 9(1):297.

Conselho Federal de Enfermagem. Resolução n. 358, de outubro de 2009. Sistematização da Assistência de Enfermagem e implementação do Processo de Enfermagem em ambientes públicos ou privados. Brasília: 2009.

Rodrigues SMN. Construção e validação de um instrumento de coleta de dados para pacientes onco-hematológicos em tratamento quimioterápico ambulatorial. [Dissertação]. Fortaleza: Universidade Estadual do Ceará; 2017.

Instituto Nacional do Câncer (BR). Estimativa 2018: incidência de câncer no Brasil. Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Coordenação de Prevenção e Vigilância. Rio de Janeiro: INCA, 2017.

Bonassa EMA, Gato MIR. Terapêutica Oncológica para enfermeiros e farmacêuticos. 4th. São Paulo: Atheneu; 2012.

Souza RM, Santo FHE. Histórico de enfermagem para clientes oncohematológico hospitalizados: revisão integrativa de literatura. J Nurs UFPE / Rev Enferm UFPE [Internet]. 2013; 7(2):608-18.

Tannure MC, Pinheiro AM. SAE: sistematização da assistência de enfermagem: guia prático. 2th. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2010.

Nascimento LKAS, Medeiros ATN, Saldanha EA, Tourinho FSV, Santos VEP, Lira ALBC. Sistematização da assistência de enfermagem a pacientes oncológicos: uma revisão integrativa da literatura. Rev Gaúcha Enferm. 2012; 33(1):177-85.

Mendes KDS, Silveira RCCP, Galvão CM. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto Context - Enferm. 2008; 17(4):758-64.

Souza APMA, Soares MJG, Nóbrega MML. Indicadores empíricos para a estruturação de um instrumento de coleta de dados em unidade cirúrgica. Rev Eletr Enf [Internet]. 2009; 11(3):501-8.

Galvão CM. Níveis de evidências [editorial]. Acta Paul Enferm [Internet]. 2006; 19(2):V.

Benedet SA, Bub MBC. Manual de diagnóstico de enfermagem: uma abordagem baseada na teoria das necessidades humanas e na classificação diagnóstica da NANDA. 2th. Florianópolis: Bernúncia; 2001.

Belachew SA, Erku DA, Mekuria AB, Gebresillassie BM. Pattern of chemotherapy-related adverse effects among adult cancer patients treated at Gondar university referral hospital, Ethiopia: a crosssectional study. Drug Healthc Patient Saf. 2016; 8:83-90.

Moysés AMB, Durant LC, Almeida AM, Gozzo TO. Revisão integrativa dos fatores relacionados do diagnóstico de enfermagem náusea na quimioterapia antineoplásica. Rev Lat Am Enfermagem. 2016; 24.

Mansano-Schlosser TC, Ceolim MF. Fadiga em idosos em tratamento quimioterápico. Rev Bras Enferm. 2014; 67(4):623-9.

Suwankhong D, Liamputtong P. Physical and emotional experiences of chemotherapy: A qualitative study among women with breast cancer in Southern Thailand. Asian Pacific J Cancer Prev. 2018; 19(2):521-8.

Cardoso, ACLR. Percepção sensorial tátil perturbada em pacientes oncológicos sob quimioterapia: análise da literatura e validação clínica. 2015. [Dissertação]. Belo Horizonte: Escola de Enfermagem, Universidade Federal de Minas Gerais; 2015.

Viner B, Barberio AM, Haig TR, Friedenreich CM, Brenner DR. The individual and combined effects of alcohol consumption and cigarette smoking on site-specific cancer risk in a prospective cohort of 26,607 adults: results from Alberta’s Tomorrow Project. Cancer Causes Control [Internet]. 2019; 30(12):1313-26.

Rodrigues AB, Cunha GH, Aquino CBQ, Rocha SR, Mendes CRS, Firmeza MA et al. Head and neck cancer: validation of a data collection instrument. Rev Bras Enferm. 2018; 71(4):1899-906.

Silva BCA, Santos MA, Oliveira-Cardoso ÉA. Vivências de familiares de pacientes com câncer: revisitando a literatura. Rev. SPAGESP. 2019; 20(1):140-53.

Ambrósio DCM, Santos MA. Apoio social à mulher mastectomizada: um estudo de revisão. Cienc e Saude Coletiva. 2015; 20(3):851-64.

Otani MAP, Barros NF, Marin MJS. A experiência do câncer de mama: percepções e sentimentos. Rev Baiana Enfermagemm‏. 2015;29(3):229.

Souza BF, Moraes JA, Inocenti A, Santos MA, Silva AEBC, Miasso AI. Women with breast cancer taking chemotherapy: Depression symptoms and treatment adherence. Rev Lat Am Enferm. 2014;22(5):866-73.

Fernandes AFF, Silva SS, Tacla MTGM, Ferrari RAP, Gabani FL. Informações aos pais: um subsídio ao enfrentamento do câncer infantil cancer. Semin Ciênc Biol Saúde. 2018; 39(2):145-52.

Costa ID, Santos DHO, Silva VM, Chaves CMCM, Silva FC, Pernambuco AP. Utilização de um core set da cif para a descrição da atividade e participação de mulheres submetidas ao tratamento cirúrgico para o câncer de mama. Rev Interdiscip Ciências Médicas. 2018; 1(2):4-14.

Mardani-Hamooleh M, Heidari H. Cancer patients’ effort to return to normal life: a hermeneutic study. Scand J Caring Sci. 2017; 31(2):351-8.

Conde CR, Lemos TMR, Pozati MPS, Pereira ML SM. A repercussão do diagnóstico e tratamento do câncer de mama no contexto familiar. Rev Uningá. 2016; 47:95-100.

Salci MA, Marcon SS. Enfrentamento do câncer em família. Texto e Context Enferm. 2011; 20(spec):178-86.

Tolentino GS, Bettencourt AR de C, Fonseca SM da. Construção e validação de instrumento para consulta de enfermagem em quimioterapia ambulatorial. Rev Bras Enferm. 2019; 72(2):409-17.

Birk NM, Girardon-Perlini NMO, Lacerda MR, Terra MG, Beuter M, Martins FC. Percepção de mulheres com câncer de mama sobre o cuidado de Enfermagem à espiritualidade/Perception of women with breast cancer about the care of Nursing to spirituality. Ciência, Cuid e Saúde. 2019; 18(1):1-9.

Salvadori, AM. Desenvolvimento de instrumento de coleta de dados para pacientes com câncer de pulmão em quimioterapia ambulatorial. [Dissertação]. Campinas: Faculdade de Ciências Médicas; 2007.

Brandão T, Mena Matos P. Efficacy of psychological group interventions for women with breast cancer: a systematic review. Rev Port Saude Publica. 2015; 33(1):98-106.

Almeida TR, Guerra MR, Filgueiras MST. Repercussões do câncer de mama na imagem corporal da mulher: uma revisão sistemática. Physis. 2012; 22(3):1003-29.

Mello ASM. A potência do encontro: o impacto da intervenção dos palhaços de hospital em crianças e adolescentes submetidos a tratamento de quimioterapia. [Tese]. Portugal: Universidade do Minho; 2017.

Soratto MT, Silva DM, Zugno PI, Daniel R. Espiritualidade e resiliência em pacientes oncológicos. Saúde e Pesqui. 2016; 9(1):53.

Oliveira CP. Estudo prospectivo de fatores preditivos de qualidade de vida em pacientes com câncer de colón e reto. [Dissertação]. Porto Alegre: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul/Faculdade de Psicologia/Programa de Pós-Graduação em Psicologia; 2015.

Nakaguchi T, Okuyama T, Uchida M, Ito Y, Komatsu H, Wada M et al. Oncology nurses’ recognition of supportive care needs and symptoms of their patients undergoing chemotherapy. Jpn J Clin Oncol. 2013; 43(4):369-76.

Gutiérrez MG, Adami NP, Castro RA, Fonseca SM. Natureza e classificação das intervenções de enferma gem em ambulatório de quimioterapia de adultos. Rev Lat-Am Enferm. 2000; 8(3):33-9.

Silva S, Bettencourt D, Moreira H, Canavarro MC. Qualidade de vida de mulheres com cancro da mama nas diversas fases da doena: o papel de variáveis sociodemográficas, clínicas e das estratégias de coping enquanto factores de risco/protecão. Rev Port Saude Publica. 2011; 29(1):64-76.

Nicolussi AC, Sawada NO. Qualidade de vida de pacientes com câncer de mama em terapia adjuvante. Rev Gaucha Enferm. 2011; 32(4):759-66.

Shim EJ, Lee KS, Park JH, Park JH. Comprehensive needs assessment tool in cancer (CNAT): the development and validation. Support Care Cancer. 2011; 19(12):1957-68.

Silva PDO, Gorini MIPC. Validación de las características definidoras del diagnóstico de enfermeira fatiga, en pacientes oncológicos. Rev Lat Am Enfermagem. 2012; 20(3).

Freire MSS, Nery IS, Silva GRF, Luz MHB, Rodrigues Iellen DCV, Santos LNM. Cuidado de enfermagem à mulher com câncer de mama embasado na teoria do relacionamento interpessoal. Rev Enferm UFPE. 2013.

Guerrero GP, Zago MMF, Sawada NO, Pinto MH. Relação entre espiritualidade e câncer: perspectiva do paciente. Rev Bras Enferm. 2011; 64(1):53-9.

Rocha PT, Dias OV, Rocha JFD. A influência da espiritualidade e da religiosidade no tratamento da pessoa com câncer. 8º Fórum de Ensino, Pesquisa, Extensão e Gestão da Unimontes. 2014.

Downloads

Publicado

2020-07-06

Como Citar

1.
Guerra Cheloni I, Soares da Silva JV, Chaves de Souza C. Necessidades humanas básicas afetadas em pacientes oncológicos: revisão integrativa da literatura. HU Rev [Internet]. 6º de julho de 2020 [citado 20º de junho de 2024];46:1-11. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/hurevista/article/view/29242

Edição

Seção

Artigos de Revisão da Literatura