Pobreza e desigualdade de renda no Brasil

uma análise comparativa entre Lagoa e Rocinha

  • José Simão Filho
Palavras-chave: Pobreza, Desigualdade de renda, Bem-estar socia, Focalização e universalização

Resumo

Este artigo faz uma análise comparativa entre os índices de pobreza e de desigualdade renda de dois bairros da cidade do Rio de Janeiro: a favela da Rocinha e o complexo da Lagoa (Ipanema, Leblon e Lagoa). Neste sentido, todos os índices estudados (P0, P1, P2 e o índice Sen) mostram que a Rocinha tem um patamar de pobreza bem mais elevado que o complexo da Lagoa. Ademais, este último apresenta um índice de Gini e um índice de Theil bem maior que os índices da favela carioca. A análise desagregada da desigualdade de renda, feito por meio do índice de Theil, traz à tona uma similaridade entre ambos os bairros: a educação possui um alto poder explicativo na concentração de renda. Com o objetivo de estudar a política social ótima para a diminuição da pobreza em cada bairro, utiliza-se a decomposição de Ravallion. Neste caso, as melhores opções são o aumento da renda média, na Rocinha, e a redução da desigualdade de renda, no complexo da Lagoa. Por fim, faz-se um estudo sobre os custos relativos aos modelos de universalização e de focalização de transferência de renda. Os resultados mostram que os custos da política de universalização são amplificados em sociedades mais ricas, se comparados com o modelo de focalização.

Publicado
2019-06-04
Seção
Artigos