Pobreza e graciosidade: uma meditação a partir de Kierkegaard

  • Ramon Bolívar Cavalcanti Germano

Resumo

A partir de um fragmento de texto de Kierkegaard meditamos sobre a pobreza e a graça. Duas figuras arquetípicas (o abonado e o camponês pobre) orientam nossa meditação. A noite escura, mas estrelada é a ambiência de uma vida que pode ser vivida segundo as posturas opostas do abonado e do camponês pobre: de um lado, uma ânsia mundana, de outro, a serenidade interior.

 

Palavras-chave: pobreza; graciosidade; exterioridade; interioridade.

Publicado
2020-07-04