Justificar a política: a ética como primeira lição

  • André Brayner de Farias

Resumo

A tensão que se observa no pensamento de Levinas entre ética e ontologia reflete no contraste inevitável entre o tempo da ética e o tempo da política. Mas é preciso entender tal contraste levando em consideração o conceito de temporalidade diacrônica. A primazia da ética face à ontologia e à política é diacrônica, mas há um plano, o da visibilidade e realização histórica, onde ética e política se encontram. Em outras palavras, a incondicionalidade ética levinasiana, imemorial, pré-original, não poderá se realizar senão nas condições instituídas pela história e pela política. Daí decorre o entendimento de que a política e suas instituições devem assumir como tarefa histórica um processo permanente de justificação, mediante a retomada de sua primeira e mais fundamental lição, a ética.

 

Palavras-chave: Ética, Política, Ontologia, Tempo diacrônico.

Publicado
2019-07-30