Percepção de mulheres no momento do trabalho de parto no período da Pandemia de COVID-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.34019/1809-8363.2023.v26.37434

Palavras-chave:

Gravidez, Percepção, Trabalho de Parto, Pandemia COVID-19, Sofrimento Emocional

Resumo

A Pandemia de COVID-19 trouxe prejuízos irreparáveis para toda a sociedade. Para as mulheres grávidas, além das dúvidas sobre a gravidez, surgiram mais questionamentos relacionados ao risco de exposição e contaminação pelo novo Coronavírus. Grávidas contaminadas pela COVID-19 podem ter manifestações clínicas leves até casos mais graves que, quando associados a algumas comorbidades, aumentam a possibilidade de um parto cesariano de emergência ou um parto prematuro. Diante disso, o presente estudo teve como objetivo conhecer a percepção de mulheres no momento do trabalho de parto no período da Pandemia de COVID-19. Trata-se de um estudo exploratório, descritivo, com abordagem qualitativa, realizado em Unidade de Saúde da Família, da cidade do Recife. Houve predominância de mulheres de raça/cor parda, primíparas, com renda mensal de até um salário mínimo, que estavam em uma união estável, com ensino médio completo e que não trabalhavam fora de casa. Observou-se a discrepância entre a expectativa para o momento do parto e a realidade como este de fato aconteceu; as repercussões emocionais, como medo, ansiedade e depressão, associadas aos distúrbios de imagem, também foram fatores abordados. Os resultados obtidos contribuem para que o processo de trabalho da Atenção Básica possa ser repensado e o conhecimento adquirido acerca desse tema possa ajudar a equipe de Saúde da Família a proporcionar uma assistência à saúde de qualidade e direcionada ao acompanhamento deste público.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paloma Maranhão Ferreira Silva, Universidade de Pernambuco (UPE)

Graduada em Enfermagem pela Universidade de Pernambuco (UPE), especialista em Cardiologia pelo Pronto Socorro Cardiológico de Pernambuco Professor Luiz Tavares (PROCAPE), em Unidade de Terapia Intensiva pela União Brasileira de Faculdades (UNIBF) e em Saúde da Família pela Secretaria de Saúde de Recife (SES/PE). CV: http://lattes.cnpq.br/1892782152782392

Taline de Paiva Pereira, Universidade de Pernambuco (UPE)

Graduada em Enfermagem pela Universidade de Pernambuco (UPE) e especialista em Saúde da Família pela Secretaria de Saúde de Recife (SESAU). CV: http://lattes.cnpq.br/2018103280523160

Cecilia Jéssica Azevêdo da Silva, Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)

Graduada em Enfermagem pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), especialista em Saúde Pública pela Faculdade de Paraíso do Norte (FAPAN) e em Enfermagem em Terapia Intensiva pela Faculdade de Ciências Humanas e Exatas do Sertão do São Francisco (FACESF). CV: http://lattes.cnpq.br/2630498116913632

Sara Rosa Piedade Costa Valente, Universidade de Pernambuco (UPE)

Doutoranda em Educação Matemática e Tecnológica na Universidade de Pernambuco (UPE), graduada e mestra em Enfermagem pela Universidade de Pernambuco (UPE). Enfermeira da Prefeitura do Recife e preceptora da Graduação em Enfermagem. CV: http://lattes.cnpq.br/2067504613828413

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2023-12-06

Como Citar

Silva, P. M. F. ., Pereira, T. de P. ., Silva, C. J. A. da ., & Valente, S. R. P. C. . (2023). Percepção de mulheres no momento do trabalho de parto no período da Pandemia de COVID-19. Revista De APS, 26. https://doi.org/10.34019/1809-8363.2023.v26.37434

Edição

Seção

Artigos Originais