Pessoas em situação de rua e seus cães: uma relação que pode abrir as portas para a reinserção social

Autores

Palavras-chave:

Animais de estimação, Vulnerabilidade social, Moradores de rua

Resumo

O Brasil convive com grande número de pessoas em situação de rua, e esses indivíduos têm, na prática, direitos básicos limitados, a despeito da existência da Política Nacional para População em Situação de Rua desde 2014. A condição de vulnerabilidade em que vivem aumenta os riscos sanitários a que estão expostos. Muitas vezes, esses indivíduos, acompanhando uma tendência da sociedade contemporânea, têm em sua companhia animais domésticos, como os cães. Desse modo, o objetivo do presente trabalho foi buscar entender essa relação entre os indivíduos em situação de rua e seus cães. Trata-se de um trabalho desenvolvido com metodologia qualitativa, exploratória e descritiva, em que foram utilizadas entrevistas semiestruturadas. Os resultados encontrados denotam a importância que os cães têm para os indivíduos em situação de rua, que envolve a melhoria da segurança, da autoestima, da estabilidade emocional e da responsabilização, além da afetividade. Desse modo, pode-se concluir que essa relação pode ser o primeiro passo para a reinserção desses indivíduos na sociedade, que até então não os vê, ou os vê de maneira estigmatizada e pejorativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Flavio Fernando Batista Moutinho, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Doutor em medicina veterinária, mestre em Ciência Ambiental, graduado em Medicina Veterinária e em em Administração, licenciado em Geografia. Professor do curso de Medicina Veterinária da Universidade Federal Fluminense (UFF).  CV: http://lattes.cnpq.br/8061701908713975

Sylvia Marson, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Graduada em Medicina Veterinária pela Universidade Federal Fluminense (UFF). CV: http://lattes.cnpq.br/5754753551758997

Cathia Maria Barrientos Serra, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Mestra em Parasitologia Veterinária e graduada em Medicina Veterinária. Professora do curso de Medicina Veterinária da Universidade Federal Fluminense (UFF). CV: http://lattes.cnpq.br/7239717733891544

Aline Moreira de Souza, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Doutora, mestra e graduada em Medicina Veterinária. Professora do curso de Medicina Veterinária da Universidade Federal Fluminense (UFF). CV: http://lattes.cnpq.br/./4878965826784040

Márcia de Souza Xavier, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Doutora, mestra e graduada em Medicina Veterinária, especialista em Patologia Clínica, graduada em Ciências Biológicas. Professora do curso de Medicina Veterinária da Universidade Federal Fluminense (UFF). CV: http://lattes.cnpq.br/8601357277408756

Maria Cristina Nobre e Castro, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Doutora em Medicina Veterinária, mestra em Patologia Veterinária, especialista em Residência em Clínica Médica de Pequenos Animais, graduada em Medicina Veterinária. Professora do curso de Medicina Veterinária da Universidade Federal Fluminense (UFF). CV: http://lattes.cnpq.br/6404309516329167

Downloads

Publicado

2022-07-25

Edição

Seção

Artigos Originais